Meteorologia

  • 25 MAIO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Sismo de 4.9 sentido em Lisboa. Epicentro foi em Arraiolos

Várias testemunhas na região da Grande Lisboa, Évora e Abrantes, relatam que sentiram o abalo. Não há informações de quaisquer vítimas ou danos materiais.

Sismo de 4.9 sentido em Lisboa. Epicentro foi em Arraiolos
Notícias ao Minuto

11:58 - 15/01/18 por Inês André de Figueiredo com Lusa

País IPMA

Um sismo de 4.9 com epicentro Arraiolos foi sentido na região de Lisboa e em diversos pontos do país, nomeadamente na zona Centro. O sismo ocorreu às 11h51 desta segunda-feira.

"O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informa que no dia 15-01-2018 pelas 11h51 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 4.9 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 8 km a Norte-Nordeste de Arraiolos", pode ler-se no comunicado enviado pelo IPMA.

Num comunicado emitido poucos minutos depois, às 12h10 de hoje, o IPMA informou que o sismo foi registado nas estações da rede Sísmica do Continente às 11h51 e teve epicentro a cerca de seis quilómetros a Norte-Nordeste de Arraiolos, no distrito de Évora.

"Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) na região de Elvas", afirmou o IPMA, realçando que poderão ser emitidos novos comunicados se a situação o justificar.

Fonte dos Bombeiros Voluntários de Arraiolos, contactada pelo Notícias ao Minuto, garantiu que o sismo foi bastante sentido no epicentro. 

"Sentimos e bem! E percebemos logo o que era", disse a mesma fonte. Apesar dos muitos testemunhos do sismo, "não houve nenhum" alerta até ao momento em Arraiolos.

Já o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), adiantou à agência Lusa que a entidade recebeu muitos telefonemas de pessoas que dizem ter sentido o sismo.

"Tivemos muitos telefonemas sobretudo dos comandos de Évora, Portalegre e de toda a faixa entre Lisboa e Coimbra. As pessoas sentiram o sismo e procuravam saber se tínhamos esse registo, se o tínhamos identificado. Importante é que não temos até ao momento registo de danos materiais ou pessoais", descreveu o comandante.

Mais de uma hora depois, a ANPC ainda estava a receber telefonemas. "Mas o mais importante é que até ao momento não há registo de danos pessoais ou materiais", disse Pedro Araújo.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

"Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais, foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) na região de Elvas", acrescentou o IPMA.

Neste caso, explica o instituto, a intensidade IV é considerada Moderada. "Os objetos suspensos baloiçam. A vibração é semelhante à provocada pela passagem de veículos pesados ou à sensação de pancada duma bola pesada nas paredes. Carros estacionados balançam. Janelas, portas e loiças tremem. Os vidros e loiças chocam ou tilintam. Na parte superior deste grau as paredes e as estruturas de madeira rangem".

Por esse motivo, por prevenção, o Agrupamento de Escolas de Arraiolos (Évora) foi evacuado. José Manuel Pinto, do gabinete de informação da Câmara de Arraiolos, explicou que o plano de segurança do agrupamento escolar "foi acionado" e que "os professores e alunos saíram do edifício".

"Os professores seguiram as regras que estão definidas e levaram os alunos para um ponto de encontro que está estabelecido no plano de segurança", acrescentou.

Também a Guarda Nacional Republicana (GNR) entrou em 'ação'. Recorrendo à rede social Facebook, questionou os seguidores sobre se sentiram o sismo e, indicou "três gestos simples" e que permitem "estar preparado para enfrentar o risco e zelar pela sua segurança".

Porque, sustenta a GNR, "nunca é de mais relembrar algumas medidas de autoproteção" para o durante e depois do sismo.

[Notícia atualizada às 14h14]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.