Meteorologia

  • 21 JULHO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Arco-íris: Eis os prémios para quem lutou contra a discriminação em 2017

A ILGA Portugal destacou nomes fundamentais na luta contra a discriminação.

Notícias ao Minuto

07:38 - 14/01/18 por Notícias Ao Minuto com Lusa

País ILGA

Na noite de sábado, a ILGA Portugal entregou em Lisboa, os prémios Arco-Íris de 2017 a pessoas e entidades que se destacaram na luta contra a discriminação, entre as quais a secretária de Estado da Modernização Administrativa, Graça Fonseca.

A organização decidiu distinguir a governante por "contrariar o silêncio e a invisibilidade das pessoas LGBTI, ao afirmar-se publicamente como lésbica", revelou a ILGA.

Também a ex-secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade Catarina Marcelino foi premiada pelo envolvimento em políticas de promoção da "igualdade efetiva" das pessoas LGBTI - Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais.

A 15.ª edição destes prémios contemplou ainda a jornalista Rita Porto, pela peça 'Já nasceu (mas não sabemos se é menino ou menina)', sobre questões intersexo.

A psiquiatra Zélia Figueiredo, a revista Cristina, a Fundação Gulbenkian, o Museu Nacional de Arte Contemporânea e a Ordem dos Psicólogos Portugueses estão entre os prémios atribuídos este ano.

Pela primeira vez, foi dado um Prémio Rede Ex Aqueo, atribuído por esta associação de jovens LGBTI e apoiantes ao grupo de estudantes da Escola Secundária de Vagos, pelo movimento de apoio gerado depois de duas alunas lésbicas terem sido "vítimas de discriminação" no estabelecimento de ensino, afirma a ILGA.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.