Meteorologia

  • 18 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 8º MÁX 10º

Edição

Incêndios: Municípios de Viseu aproveitam Natal para transmitir ânimo

Executivos de concelhos do distrito de Viseu que foram fustigados pelos incêndios de outubro tiveram a preocupação de, este ano, tentar transmitir ânimo, esperança e um sentimento de união aos munícipes durante a quadra natalícia.

Incêndios: Municípios de Viseu aproveitam Natal para transmitir ânimo
Notícias ao Minuto

15:04 - 06/12/17 por Lusa

País Tragédia

"Queremos que as pessoas saiam de suas casas, estejam em grupo, não estejam isoladas", disse à agência Lusa o vice-presidente da Câmara de Santa Comba Dão, Joaquim Agostinho Marques.

Sem conseguir apontar um montante concreto, até porque muitas das iniciativas de Natal se realizam em parceria com as associações do concelho, Joaquim Agostinho Marques disse que "houve um reforço de verbas" para esta quadra.

"Estamos junto das associações locais a tentar que se juntem a nós no sentido de recriarmos uma tradição que se foi perdendo ao longo dos tempos: as fogueiras de Natal", contou.

O objetivo é ter "uma fogueira de Natal em cada aldeia, em cada sítio, com pequenos momentos culturais", de forma a "aquecer os corações" de todos aqueles que ainda hoje não esqueceram o que se passou a 15 e 16 de outubro, acrescentou.

Segundo o vice-presidente da Câmara de Santa Comba Dão, este será sobretudo "um Natal de afetos", onde a vertente humana será reforçada.

"Enquanto instituição, temos de ter alguma cautela, porque é preciso perceber que as pessoas estão extremamente fragilizadas e todas as ações têm de ser muito bem pensadas", justificou.

Por isso, a estratégia delineada passa por "criar uma série de iniciativas em que se tenta agrupar as pessoas junto de pequenos acontecimentos espalhados por todo o concelho", com a ajuda de "um grande grupo de voluntariado".

"Já passou um mês e meio desde os incêndios, pouco ou nada chegou do ponto de vista oficial e começa-se a sentir na população uma insegurança, uma inquietude, porque não veem os seus problemas resolvidos. Portanto, de alguma forma, estamos a tentamos apaziguar as pessoas com estes pequenos gestos", frisou Joaquim Agostinho Marques.

No concelho vizinho de Tondela, "numa gestão contida, sem aumentar custos", a Câmara manteve a iluminação de Natal, que custou perto de 17 mil euros.

"Entendemos manter esse projeto (da iluminação), na medida em que também ele representa um sinal de ânimo, de vitalidade, de esperança e um reforço da capacidade de nos agregarmos em torno de objetivos comuns", frisou o presidente da autarquia, José António Jesus.

Segundo o autarca, "as demais atividades associadas a esta quadra natalícia têm sido desenvolvidas em parceria com o movimento associativo", de que são exemplo a ACERT e a Casa do Povo de Tondela.

Há ainda atividades centradas na promoção do comércio tradicional, com o objetivo de o estimular e direcionar "cada vez mais como um ponto de alternativa em relação aos grandes centros e onde os produtos de qualidade e a valorização da imagem da identidade local sejam tidos como ponto de partida".

Em Carregal do Sal, o Natal é sobretudo lembrado pela iluminação de rua, tendo a Câmara gasto o mesmo que noutros anos, "cerca de 13/14 mil euros", disse o seu presidente, Rogério Abrantes.

Das 45 pessoas que morreram nestes incêndios de 15 e 16 de outubro, pelo menos 17 pertenciam ao distrito de Viseu.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório