Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

PSD quer ouvir ministro da Saúde sobre transferência do Infarmed

O PSD quer ouvir o ministro da Saúde no parlamento sobre o anúncio da transferência do Infarmed para o Porto, desafiando o Governo a apresentar um documento que demonstre que a decisão foi tomada antes da candidatura à EMA.

PSD quer ouvir ministro da Saúde sobre transferência do Infarmed

"Desafio o ministro da Saúde, o primeiro-ministro a comprovarem que existe um documento verdadeiro, datado, anterior, que demonstre que esta decisão é uma decisão pensada, e que estava prevista antes da candidatura [do Porto] à EMA (Agência Europeia do Medicamento)", apelou o vice-presidente da bancada do PSD Miguel Santos, no final de uma reunião com a Comissão de Trabalhadores do Infarmed.

O primeiro-ministro, António Costa, disse, em entrevista à Antena 1, que a decisão de transferir a sede do Infarmed para o Porto já estava tomada e admitiu que a comunicação feita aos trabalhadores "não foi a melhor".

António Costa afirmou que a transferência do Infarmed estava integrada na candidatura do Porto à sede do Agência Europeia do Medicamento e era um "dos critérios para trazer para Portugal e, em concreto, para o Porto, a sede da Agência Europeia do Medicamento".

"Mais uma vez, tem o valor facial da sua palavra muito desvalorizado", comentou Miguel Santos.

"O PSD comprometeu-se a chamar cá o senhor ministro da Saúde ao parlamento para tentar que explique de uma forma mais verdadeira os fundamentos desta decisão", afirmou Miguel Santos, anunciando que o partido irá também solicitar ao Conselho Diretivo do Infarmed uma visita dos deputados às instalações.

O coordenador da bancada social-democrata para a área da Saúde frisou que, por princípio, o PSD é "absolutamente a favor" da descentralização de organismos públicos para todo o país.

"É um anúncio que veríamos com bons olhos, agora a reunião com a CT [Comissão de Trabalhadores] confirma que se trata de um anúncio com pés de barro", criticou, lamentando a inexistência de qualquer estudo prévio por parte da tutela.

Para o PSD, o anúncio do Governo "não garante a estabilidade dos trabalhadores do Infarmed, nem a qualidade dos serviços prestado" por esta entidade.

Na terça-feira o ministro da Saúde anunciou que a sede do Infarmed vai ser mudada de Lisboa para o Porto, a partir de 01 de janeiro de 2019.

O Infarmed - Agência Nacional do Medicamento tem 350 trabalhadores e mais cerca de 100 colaboradores externos que incluem especialistas, alguns deles presentes na conferência de imprensa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório