Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

"Descobriram Portugal e agora?" - Mote do congresso da hotelaria nacional

A pergunta "descobriram Portugal e agora?" é o mote para o 29.º congresso nacional da hotelaria nacional, que decorre entre quarta e sexta-feira, em Coimbra, para debater os impactos do crescimento do turismo no país.

"Descobriram Portugal e agora?" - Mote do congresso da hotelaria nacional
Notícias ao Minuto

09:12 - 14/11/17 por Lusa

País 29.º congresso

O programa do congresso promovido pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) inclui ainda outras questões como crescer sem perder identidade, a gestão dos aeroportos no quadro de crescimento e as novas tendências no alojamento, tecnologias e gestão.

O denominado dia zero - quarta-feira - fica a cargo de Doug Lansky, autor norte-americano de artigos e livros sobre turismo, para refletir sobre a alteração da forma de pensar a hospitalidade, enquanto no dia seguinte começa com a intervenção do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, sobre o Turismo e a Europa das Regiões.

Sobre a construção do projeto europeu e o desenvolvimento de um Turismo descentralizado decorrerá também uma mesa redonda com a participação de Márcio Favilla, da Organização Mundial do Turismo, e da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Já na discussão sobre os desafios do transporte aéreo participam o presidente executivo da ANA - Aeroportos de Portugal, Carlos Lacerda, e dirigentes da TAP, easyJet e Melair (agência de viagens e representações turísticas).

No painel sobre crescimento sem perda de identidade intervém o subdiretor do Turismo de Barcelona, Albert de Gregorio.

O dia conta ainda com reflexões sobre a qualificação de recursos humanos, nomeadamente com a participação do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo.

O último dia inicia-se com um debate sobre preços, seguindo-se as novas tendências no alojamento, com a discussão de vários modelos como hotel, hostel e 'house'.

O presidente da AHP, Raul Martins, já destacou a importância do setor hoteleiro assumir a liderança "desta reflexão, sobretudo por ser o principal interessado no crescimento sustentável do turismo".

"É importante encontrar um modelo que permita monitorizar o volume de turistas versus capacidade de alojamento versus capacidade de habitação versus capacidade das infraestruturas, designadamente de transporte, aeroportuária, segurança, higiene urbana", defendeu.

O responsável argumentou que a monitorização serve para planear o turismo, o que já acontece em "várias cidades europeias, mas que em Portugal ainda não acontece".

A AHP apresenta-se como a maior associação patronal da indústria hoteleira, cujos associados representam mais de 60% do número de quartos da hotelaria nacional.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório