Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Costa: Proteção Civil levará prevenção "desde a escola até cada casa"

António Costa fez este sábado um comunicado ao país, depois da reunião extraordinária do Conselho de Ministros, onde enunciou um conjunto de medidas para rever os sistemas de prevenção e combate aos fogos e para reparar os danos dos incêndios.

Costa: Proteção Civil levará prevenção "desde a escola até cada casa"
Notícias ao Minuto

22:06 - 21/10/17 por Anabela de Sousa Dantas

País Primeiro-ministro

O primeiro-ministro português anunciou este sábado um leque de medidas decididas durante o Conselho de Ministros Extraordinário - que durou cerca de 11 horas -, onde se incluem uma profissionalização dos bombeiros, alargamento da vias ferroviárias e rodoviárias e uma dotação de 328 milhões de euros para recuperação de habitações e empresas.

António Costa anunciou a existência de uma unidade que atuará até dezembro no próximo ano na execução de todas as medidas discutidas.

O chefe do Governo indicou que serão canalizados 328 milhões de euros para apoiar a reconstrução de habitações e de empresas, entre outras despesas, e que “importa agora fazer chegar ao terreno”.

António Costa falou, também, em medidas para tornar “o nosso território mais resistente e as nossas infraestruturas menos permeáveis”, anunciando a “reposição e alargamento das faixas de proteção às vias rodoviárias e ferroviárias”, que passarão de três metros a 10 metros.

“Aprovou-se uma estratégia nacional de Proteção Civil preventiva”, acrescentou o primeiro-ministro, indicando que este órgão não servirá "só para depois das calamidades". "A Proteção Civil tem que começar na informação que é dada desde a escola até cada casa, para que todos possamos estar melhor preparados para nos protegermos dos riscos", declarou.

Ao nível dos bombeiros e autoridades, sublinhou que é “prioritário reforçar o profissionalismo e a capacitação em todo o sistema”. Além da aposta na profissionalização, a Estratégia Nacional de Proteção Civil Preventiva vai reforçar o papel das Forças Armadas e da Força Aérea na prevenção e no combate aos incêndios.

“O Ministério da Agricultura tem que ganhar uma nova centralidade à frente deste processo”, acrescentou. 

Serão criadas condições para que os atuais cabos aéreos, quer de comunicações, quer de eletricidade, não sejam apanhados pelo fogo. Estes serão enterrados, para evitar minimizar esta possibilidade. Serão, ainda, criadas mais quatro unidades móveis satélite para assegurar as comunicações em zonas onde a rede fixa deixe de funcionar.

O primeiro-ministro terminou a conferência de imprensa com uma apreciação pessoal sobre a sua contenção durante este verão. "Percebo bem a urgência que todos sentimos e compreendo a revolta que muitos sentem. O tempo das instituições não é o tempo da vida de cada um de nós", declarou.

"Cada um de nós vive as emoções de um modo próprio e quem é primeiro-ministro deve procurar diferenciar as emoções que sente enquanto pessoa da forma como as exterioriza no exercício das suas funções. Admito ter errado na forma como contive essas emoções, gostava muito mais se alguém tivesse dito que eu tinha abusado das minhas emoções", terminou.

[Notícia atualizada às 22h55]

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório