Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Novo secretário de Estado diz ser honroso servir numa "situação complexa"

O secretário de Estado da Proteção Civil hoje nomeado, José Artur Neves, defendeu que "estruturar uma força de proteção para as pessoas" é o desígnio "mais importante" neste momento, considerando "honroso" servir o Estado numa situação complexa.

Novo secretário de Estado diz ser honroso servir numa "situação complexa"
Notícias ao Minuto

20:59 - 20/10/17 por Lusa

País Proteção Civil

Lisboa, 20 out - O secretário de Estado da Proteção Civil hoje nomeado, José Artur Neves, defendeu que "estruturar uma força de proteção para as pessoas" é o desígnio "mais importante" neste momento, considerando "honroso" servir o Estado numa situação complexa.

Contactado pela agência Lusa pouco depois de ter sido conhecido que o primeiro-ministro propôs ao Presidente da República a sua nomeação para o cargo de secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Tavares Neves prometeu "uma atitude positiva e de encarar os desafios com força, abnegação e determinação".

"Era um momento em que não podia dizer que não, evidentemente. É um momento honroso para servir o Estado numa situação complicada, complexa", admitiu, menos de uma semana depois do pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, que no domingo provocaram 44 mortos e cerca de 70 feridos.

O futuro tutelar da nova pasta - que foi presidente da Câmara de Arouca entre 2005 a 2017 -- destaca o seu "conhecimento de um espaço rural, imenso, com muitas aldeias isoladas, com muitas dificuldades de acesso".

"E um conhecimento claro do funcionamento das estruturas a nível local e da importância que elas têm para nos ajudar a estruturar uma força de proteção para as pessoas, fundamentalmente. No momento imediato teremos que encarar esse desígnio como o mais importante nesta altura, envolvendo autarcas", sublinhou.

José Artur Neves garante ter "muita noção" e estar "perfeitamente consciente do trabalho que está pela frente" depois dos incêndios trágicos deste ano e da crise que atravessa o setor da Proteção Civil.

"O desafio é procurar corresponder à confiança que estão em mim a depositar e espero transmitir isso ao país também. Seguramente que iremos ajudar a resolver os problemas e a transmitir confiança ao país", insistiu.

O cargo de secretário de Estado da Proteção Civil é novo na orgânica do Ministério da Administração Interna, que será tutelado por Eduardo Cabrita, que até agora desempenhou as funções de ministro Adjunto do primeiro-ministro.

Na nova equipa do Ministério da Administração Interna mantém-se Isabel Oneto como secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna e deixa de constar Jorge Gomes, que, nas últimas eleições legislativas foi eleito deputado do PS pelo círculo de Bragança.

JF (PMF) // JPS

Noticias Ao Minuto/Lusa

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório