Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2017
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 13º

Edição

"Um país devastado por incêndios". Somos outra vez manchete lá fora

As descrições relativamente aos incêndios que deflagram em Portugal variam na imprensa internacional, mas há um ponto em comum: todos os media descrevem um cenário dantesco e devastador. Pelo menos 32 pessoas morreram devido aos incêndios florestais que começaram a destruir o país no domingo.

"Um país devastado por incêndios". Somos outra vez manchete lá fora
Notícias ao Minuto

12:20 - 16/10/17 por Pedro Bastos Reis

País Incêndios

Logo após o briefing da Proteção Civil, quando a adjunta de operações Patrícia Gaspar fez o último balanço sobre os incêndios que estão a devastar o país, que resultaram na morte de pelo menos 32 pessoas (número entretanto atualizado), os media internacionais fizeram manchete da tragédia que se vive em território nacional.

Por Espanha, que luta contra os incêndios na Galiza o El País realça os mais de 500 incêndios que estão ativos e fala numa “temporada nefasta”, em que a maioria dos fogos são provocados por mão humana. O La Vanguardia descreve a “jornada mais negra” por que Portugal já passou, recuperando também a tragédia de Pedrógão Grande, que causou a morte de 64 pessoas.

No Reino Unido, vários meios de comunicação social de referência descrevem o inferno causado pelo fogo. A Sky News fala num “país devastado por incêndios florestais”, enquanto o The Independent realça as “chamas que estão a engolir a Península Ibérica”. A BBC recorda ainda o furacão Opehlia, que “piorou as condições [meteorológicas], trazendo ventos fortes que têm espalhado as chamas”.

Em França, o Le Monde destaca o “estado de calamidade pública” em Portugal, enquanto o Le Parisien faz um apanhado geral na situação na Península Ibérica, onde “incêndios violentos provocaram a morte de mais de 30 pessoas”.

A impressionante dimensão dos incêndios não escapou também à atenção das Nações Unidas, nomeadamente da página dedicada às alterações climáticas – a UN Climate Change.

Antes do último balanço da Proteção Civil, o cenário dantesco que se vive em território nacional começou a ser noticiado na imprensa estrangeira mas, após ficarmos a saber que pelo menos 29 perderam a vida e mais de 50 ficaram feridas, Portugal volta a ser destaque internacional por motivos trágicos.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório