Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

Relatos de motor de avião que se incendiou. Portugueses a bordo

O voo que fazia a ligação entre Cancún, México, e Madrid, Espanha, terá registado um incêndio num motor e teve de regressar ao aeroporto mexicano. Só passadas 40 horas, os passageiros chegam ao destino.

Relatos de motor de avião que se incendiou. Portugueses a bordo
Notícias ao Minuto

18:53 - 28/09/17 por Notícias Ao Minuto

País México

O Airbus A330-300 da Evelop que partiu de Cancún, no México, para a capital espanhola, Madrid, na passada segunda-feira, terá registado problemas no motor esquerdo minutos depois da descolagem do Aeroporto Internacional de Cancún.

A aeronave levantou voo às 20h28 locais e, durante a subida inicial, o motor esquerdo ter-se-á incendiado o que terá assustado os passageiros. Pelo menos, esta é a versão relatada por quem seguia a bordo.

No entanto, a companhia veio desmentir que tivesse havido um incêndio num dos motores. De acordo com a Evelop, tudo não passou de um "falso sinal de alarme gerado por alguns passageiros que acreditaram ter visto fogo no motor do lado direito do avião, alguns minutos após a descolagem" e que, "embora não tenha sido detetada qualquer falha por parte da tripulação, uma vez que os parâmetros dos motores na cabine eram perfeitamente normais, o comandante decidiu regressar ao aeroporto de origem, para garantir a segurança do voo".

O piloto assegurou aos passageiros de que se trataria de uma situação normal porque tinham abastecido e poderiam ter ficado alguns resíduos no motor, pelo que o voo retornou, por questões de segurança, ao aeroporto de Cancún, tendo aterrado 25 minutos depois da descolagem.

Os passageiros, entre os quais alguns portugueses, foram então encaminhados para hotéis até quarta-feira, altura em que a companhia colocou um novo voo à disposição.

Esse voo aterrou hoje em Madrid, passadas 40 horas do horário inicialmente previsto para a aterragem, revela o site Transborder 1200. Já a aeronave danificada esteve 20 horas em Cancun, altura em que descolou com rumo a Lisboa para ser reparada.

Através das redes sociais, os passageiros reclamaram que a companhia aérea não forneceu informações aos passageiros afetados, o que implicou que muitos deles perdessem conexões de voos e compromissos.

[Notícia atualizada às 11h30 de dia 02/10/2017]

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório