Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

Caso Maëlys: Erro processual pode levar defesa do suspeito a recorrer

Faz esta quarta-feira um mês que a lusodescendente desapareceu.

Caso Maëlys: Erro processual pode levar defesa do suspeito a recorrer
Notícias ao Minuto

19:53 - 27/09/17 por Melissa Lopes

País França

Contrariamente ao que o Código Penal francês prevê, uma das audiências do principal suspeito do desaparecimento de Maëlys de Araújo não foi filmada, conforme dá hoje conta o jornal Le Parisien, dia em que se assinala um mês do desaparecimento da menina.

De acordo com a publicação francesa, na primeira detenção feita pelas autoridades, Nordahl Lelandais não foi filmado. Ou seja, não se cumpriu, nesse momento, o que a lei exige.

Este erro processual não deve alterar na substância, mas pode ser um pretexto para posteriores recursos da defesa, uma vez que o artigo 64-1 do Código Penal francês exige que as audiências de qualquer suspeito sejam filmadas.

A existir alguma dificuldade técnica que impeça a filmagem, no relatório deve constar uma explicação, o que não foi feito.

Passado um mês, o desaparecimento de Maëlys, de nove anos, permanece um enigma. O principal suspeito, um ex-militar de 34 anos, sempre se afirmou inocente, muito embora falte coerência no discurso em relação à noite do desaparecimento da lusodescendente.

Factualmente, contra si tem, sobretudo, o facto de ter sido encontrado ADN da criança no seu carro. Permanece detido e acusado do rapto de Maëlys.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório