Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Suspeito ter-se-á reformado devido a "comportamento psicológico instável"

Ao 13.º dia do desaparecimento de Maëlys Araújo, as buscas prosseguem. Enquanto isso, a imprensa francesa vai apurando mais detalhes sobre a vida daquele que é o principal suspeito.

Suspeito ter-se-á reformado devido a "comportamento psicológico instável"
Notícias ao Minuto

11:30 - 08/09/17 por Melissa Lopes

País Maëlys Araújo

O principal suspeito do desaparecimento de Maëlys Araújo, Nordahl Lelandais, um ex-militar de 34 anos, terá sido reformado devido ao "seu comportamento psicológico instável", diz o jornal LCI, citando aquilo que uma fonte próxima da investigação adiantou ao jornal Union.

Segundo esta publicação, Nordahl Lelandais, que pertenceu à marinha, terá sido treinador de cães no 132.º Batalhão do Exército durante cinco anos, presumivelmente entre 2002 e 2007.

Nordahl Lelandais vivia com os pais naquela cidade há mais de 25 anos e segundo os vizinhos é um homem bastante discreto, visto várias vezes na companhia dos seus cães.

O suspeito seria já conhecido das autoridades por estar envolvido em tráfico de estupefacientes e, em 2009, foi mesmo condenado a um ano de prisão por ter incendiado um restaurante com um outro amigo. A mãe admite que este chegou a fumar drogas mas que jamais seria capaz de fazer mal a uma criança. 

Entretanto, novas informações dão conta de que a segunda criança, que o suspeito havia evocado para justificar a presença de ADN de Maëlys no carro, parece não existir.

Maëlys Araújo, recorde-se, desapareceu há já 13 dias numa festa de casamento, com mais de 200 convidados em Pont-de-Beau-Voisin, em França. A polícia já interrogou mais de 200 pessoas e passou em revista os terrenos em volta ao local da festa de onde a menina desapareceu, na localidade de Isère.

As buscas centram-se agora no lago Aiguebelette (Savoie), situado a cerca de 12 quilómetros da casa do suspeito. Envolvidos nas buscas estão mergulhadores e um helicóptero. A imprensa francesa escreve esta sexta-feira que a criança que, de acordo com o relato do suspeito teria estado também no seu carro, não existe. 

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório