Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2018
Tempo
35º
MIN 33º MÁX 36º

Edição

Furacão Irma: Até ao momento não são conhecidas vítimas portuguesas

José Luís Carneiro revelou que continua em contacto com as autoridades locais para perceber se há vítimas portuguesas entre os afetados pelo furação Irma.

Furacão Irma: Até ao momento não são conhecidas vítimas portuguesas
Notícias ao Minuto

15:24 - 07/09/17 por Inês André de Figueiredo 

País José Luís Carneiro

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, falou aos jornalistas, em Andorra, e garantiu que as autoridades portuguesas estão a trabalhar em conjunto com entidades locais e internacionais para perceber se há famílias portuguesas entre os lesados pela passagem deste furacão nas Caraíbas.

"Os próximos dias permitirão avaliar as consequências deste furacão", revelou o membro do Governo, frisando que desde ontem que está a haver "contacto com as autoridades francesas, que têm jurisdição naquelas ilhas, por forma a que nos transmitam todas as informações disponíveis sobre os estragos e famílias afetadas para verificar se há famílias portuguesas", esclareceu.

Neste momento há preocupação com duas questões diferentes, os portugueses ou lusodescendentes que vivem naquela região e os portugueses que viajaram para lá em férias ou trabalho. 

Nesta senda, o secretário de Estado aconselhou os portugueses a descarregarem a aplicação 'registo viajante' para o telemóvel, o que "permite acionar um SOS, dizendo-nos onde as pessoas se encontram e como podemos chegar até elas". 

Mais ainda, o Portal das Comunidades Portuguesas tem disponibilizado relatórios relevantes sobre o furacão Irma que poderão ajudar a perceber pormenores relevantes, o que levou José Luís Carneiro a pedir que as pessoas se mantenham atentas ao mesmo.

Os portugueses deverão ainda estar atentos aos planos de contingência e cumpri-los, inclusive aqueles que se encontram em unidades hoteleiras, como aconteceu com a retirada de portugueses de estâncias turísticas em Cuba

Segundo os dados oficiais, há 220 emigrantes na República Dominicana, 60 em Cuba, 165 em São Bartolomeu (San Barthélemy), 58 em Guadalupe, 54 em Martinica, 36 em Porto Rico e 19 em San Martin. Não há registo de portugueses no Haiti.

Até ao momento, estão confirmadas 10 vítimas mortais devido ao mais poderoso furacão atlântico numa década.

[Notícia atualizada às 15h52]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório