Meteorologia

  • 23 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Refeições: Liga acusa Proteção Civil de "lavar as mãos como Pilatos"

Autoridade Nacional de Proteção Civil lidera um inquérito na sequência de várias denúncias acerca da qualidade das refeições fornecidas aos bombeiros que combateram grandes incêndios. Jaime Marta Soares acusa Proteção Civil de ter "responsabilidades" no sucedido e critica que esteja a ser "juiz em causa própria" e a "lavar as mãos como Pilatos".

Refeições: Liga acusa Proteção Civil de "lavar as mãos como Pilatos"
Notícias ao Minuto

13:50 - 29/08/17 por Melissa Lopes

País Jaime Marta Soares

Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros, manifestou esta terça-feira desagrado em relação ao facto de ser a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) a liderar um inquérito no caso da polémica que envolve as refeições fornecidas aos bombeiros durante os grandes incêndios que assolaram o país.

Na antena da RTP3, Jaime Marta Soares começa por dizer que a Liga está perfeitamente de acordo com a manifestação feita pelos homens e mulheres no terreno" e que é "absolutamente inaceitável este tipo de alimentação", cuja qualidade deixou muito a desejar.

O presidente da Liga concorda que se faça um inquérito, "mas não como a secretaria de Estado [do Ministério da Adminsitração Interna] entendeu fazê-lo". Marta Soares conta que, logo que o problema se colocou, confrontou a secretaria de Estado "se não seria melhor fazer uma reunião no terreno com os comandantes, presidentes de direção, presidentes de câmara".

A proposta da Liga dos Bombeiros não foi aceite, tendo ficado a ANPC responsável por liderar um inquérito que estará concluído até ao final do mês de setembro. Ora, para Marta Soares, é "incrível como é que uma entidade, ela própria envolvida no processo", lidera o inquérito. Aliás, para o presidente da Liga é a Proteção Civil é a "maior responsável", na medida em que é esta a entidade que coordena e comanda os bombeiros.

Ser a ANPC a liderar o inquérito é, para Marta Soares, "uma fuga para a frente". "É ser juiz em causa própria", critica, sublinhando que este inquérito devia ser conforme a Liga sugeriu: "Ir de imediato ao terreno resolver o problema. Assim é que havia transparência e independência". "A ANPC não quis entregar a uma comissão independente, onde deveria estar a Liga, e, no sentido de limpar as mãos como Pilatos, definiu logo a estratégia", conclui, avisando que os bombeiros não são funcionários da Proteção Civil, "estão ao serviço do país".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório