Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Incêndio em Abrantes é notícia lá fora. Estas imagens já correm o mundo

Jornal britânico partilha imagens do incêndio que consome a região de Abrantes e que, inclusive, chegou a entrar na cidade.

Notícias ao Minuto

08:03 - 11/08/17 por Andrea Pinto

País Incêndios

A situação de pânico que se vive atualmente em Portugal, com vários incêndios a consumir diversas zonas do país, não passa indiferente aos meios de comunicação internacionais.

Desde que o fogo de Pedrógão Grande matou 64 pessoas que o país tem estado sob os holofotes dos media de todo o mundo, que não deixam de noticiar o que por aqui se passa.

O incêndio em Abrantes, distrito de Santarém, que esta quinta-feira obrigou à intervenção de centenas de operacionais, e que continua ativo, foi noticia no Mirror, que destaca o facto de vários idosos terem sido retirados das suas casas para fugir às chamas.

Numa galeria de imagens, a publicação britânica faz referência ao pânico vivido pelos populares de Abrantes e aldeias envolventes e ao trabalho que está a ser feito por bombeiros e elementos da GNR.

O incêndio em questão, sublinhe-se, deflagrou às 18h14 de quarta-feira na localidade de Aldeia do Mato, freguesia de Aldeia do Mato e Souto, concelho de Abrantes. Tem atualmente três frentes ativas e está a ser combatido por 727 operacionais, com o apoio de 231 meios terrestres.

O fogo chegou a estar "dentro da cidade", mas no decorrer da madrugada desta sexta-feira já não existia "qualquer perigo", segundo adiantou, em declarações à Agência Lusa, a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque.

O incêndio levou ao corte da Autoestrada da Beira Interior (A23) em ambos os sentidos, mas a circulação foi restabelecida às 23h05. Quatro aldeias - Medroa, Braçal, Amoreira e Pucariça - tiveram de ser evacuadas por precaução, tendo os habitantes sido encaminhados para o Regimento de Apoio Militar de Emergência" (RAME), no Quartel Militar de Abrantes.

As chamas consumiram, entretanto, uma casa de primeira habitação na Aldeia do Mato, tendo ficado desalojadas cinco pessoas, que se encontravam na praia fluvial local, tendo a família sido "já realojada na casa paroquial", fez saber a autarca de Abrantes.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório