Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Quatro fogos mantêm-se ativos, mas com melhorias

Quatro incêndios estavam às 07h30 de hoje ativos, apesar de terem registado melhorias durante a noite, adiantou à agência Lusa o adjunto nacional de operações, Miguel Cruz, acrescentando que não há aldeias evacuadas, nem estradas cortadas.

Quatro fogos mantêm-se ativos, mas com melhorias
Notícias ao Minuto

07:59 - 18/07/17 por Lusa

País Proteção Civil

"Neste momento mantemos ainda quatro incêndios ativos, apesar de terem vindo a registar algumas melhorias no seu desenvolvimento durante a noite com a extinção de algumas das frentes ativas", disse.

Segundo o adjunto nacional de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), estava ainda por dominar hoje de manhã o incêndio em Vila Chã, concelho de Alijó, distrito de Vila Real, que mobiliza 685 operacionais, com o apoio de 179 veículos.

"Este incêndio ainda está ativo em cerca de 20% do seu perímetro. Depois temos também o fogo em Santiago de Cassurães e Póvoa de Cervães, concelho de Mangualde, distrito de Viseu, que mobiliza 474 operacionais, com o apoio de 142 veículos, mantendo uma frente ativa, mas já com focos com pouca intensidade", explicou.

Ativo está também, segundo Miguel Cruz, um incêndio no distrito da Guarda na freguesia de Rochoso e Monte Margarida que mobiliza 307 operacionais, com o auxílio de 103 veículos, mantendo cerca de 20 a 30% do perímetro ainda ativo.

"Tivemos também um reacendimento em Vila Nova de Foz Coa, localidade de Murça, Freixo de Numão, que está a ser combatido por 39 bombeiros, apoiados por 10 veículos", disse.

Segundo o adjunto nacional de operações, estes fogos são os que mobilizam mais meios, os que estão ativos há mais tempo e têm um perímetro mais extenso.

Entretanto, de acordo com Miguel Cruz, o fogo que deflagrou segunda-feira em Oleiros, distrito de Castelo Branco, foi dado como estando em fase de resolução, mantendo-se no terreno 294 operacionais, com o apoio de 99 veículos.

"Os trabalhos durante a noite e o esforço dos operacionais permitiram colher frutos, resultando em melhorias. A nossa perspetiva é que agora de manhã, com o reforço dos meios aéreos, se consiga resolver as situações", disse.

Contudo, salientou Miguel Cruz, "há ainda um trabalho enorme de consolidação a fazer em todos estes perímetro, com o envolvimento de um elevado número de máquinas de rasto, de operacionais e o empenhamento dos meios aéreos que chegam pela manhã".

O adjunto nacional de operações da ANPC adiantou também que durante a noite não foram evacuadas aldeias, nem há feridos a registar.

"Felizmente não houve nenhuma situação dessa natureza, o que permitiu também que os meios se pudessem concentrar no combate às frentes dos incêndios e ter sucesso nesse trabalho", avançou.

No que diz respeito a estradas cortadas, Miguel Cruz adiantou que todas as situações estão normalizadas.

"A A25, que liga [Aveiro à Guarda] esteve cortada bem como a Linha da Beira Alta, mas estas situações estão todas normalizadas. Haverá algumas estradas principais que podem estar com alguns cortes pontuais devido à queda de postes de eletricidade e de telecomunicações, mas também está a ser feito um trabalho para libertar rapidamente as vias", adiantou.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório