Hospital de Cascais alvo de inquérito por causa de sarampo

Foi no Hospital de Cascais que a jovem de 17 anos foi infetada com o vírus do sarampo. A adolescente morreu na passada quarta-feira de madrugada devido a uma complicação respiratória associada ao sarampo.

© Hospital de Cascais
País Saúde

A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) abriu um inquérito ao Hospital de Cascais devido aos casos de contágio de sarampo na unidade hospitalar, que levou à morte de uma adolescente de 17 anos, avança a SIC Notícias.

PUB

Antes, já o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, adiantou aos jornalistas, à margem de uma cerimónia no Hospital de Santa Maria, que havia falado com a inspetora-geral das Atividades em Saúde sobre o assunto.

Refira-se que foram detetados no Hospital de Cascais seis casos de sarampo. O contágio terá sido iniciado por uma criança de 13 meses que não estava vacinada.

A adolescente de 17 anos estava internada com outro problema de saúde e, como também não estava vacinada, acabou por ser infetada. Acabou por falecer na quarta-feira de madrugada, no Hospital Dona Estefânia, com uma pneumonia bilateral, uma complicação respiratória do sarampo.

A jovem estava internada na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos do CHLC desde o fim de semana.

Até ao momento foram registados 21 casos de sarampo no surto epidémico que afeta Portugal.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser