Papa reza junto dos túmulos de Francisco e Jacinta antes da canonização

O papa Francisco vai rezar junto aos túmulos de Francisco e Jacinta Marto no dia 13 de maio, antes da canonização dos beatos, informou hoje o administrador do Santuário de Fátima, padre Cristiano Saraiva.

© Reuters
País Papa

Numa sessão de esclarecimento para a população e comerciantes de Fátima, onde o papa vai estar em peregrinação a 12 e 13 de maio, Cristiano Saraiva detalhou os momentos de Francisco no santuário, considerando que o momento será de festa e apelando aos presentes para nela participarem.

PUB

O responsável anunciou, ainda, que vão ser colocados oito ecrãs no recinto do templo, com capacidade para acolher centenas de milhares de pessoas, especificando "com a extensão" que será feita "até às traseiras e laterais da Basílica da Santíssima Trindade".

Segundo o sacerdote, na peregrinação internacional aniversária de maio "toda a zona por cima do túnel" é área de recinto do santuário.

"Os peregrinos não veem [as celebrações religiosas] diretamente do altar, mas veem através da nossa 'régie', que vai passar nos monitores e o som vai ser estendido", acrescentou.

A cerimónia de canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto, presidida pelo papa Francisco no Santuário de Fátima, realiza-se às 10:00 de dia 13 de maio e em Língua Portuguesa.

Antes da cerimónia, o papa Francisco desloca-se à basílica do Rosário, onde estão os túmulos dos videntes de Fátima, Francisco, Jacinta e Lúcia.

Segundo a página oficial na Internet da peregrinação do papa a Fátima, www.papa2017.fatima.pt, a cerimónia de canonização acontece "logo após o cântico de entrada e a saudação inicial, proferida pelo Santo Padre".

"Os relicários em forma de candeias contendo as relíquias dos dois novos santos da Igreja Católica, uma madeixa de cabelo de Jacinta e um fragmento de osso da costela de Francisco, integram o cortejo de entrada da missa, sendo colocados no altar, junto da imagem de Nossa Senhora de Fátima", refere o 'site'.

O transporte das relíquias dos mais jovens santos não-mártires é feito pela postuladora da Causa da Canonização de Francisco e Jacinta, irmã Ângela Coelho, e pelo assessor da postulação e atual diretor do Serviço de Peregrinos do Santuário de Fátima, Pedro Valinho.

Segue-se a cerimónia de canonização dos dois videntes, a primeira realizada em Portugal, que vai decorrer em Língua Portuguesa.

De acordo com a mesma fonte, após a saudação inicial do papa, um cântico assinala o início da canonização e, depois, o bispo da Diocese de Leiria-Fátima, António Marto, pede ao papa que inscreva Francisco e Jacinta no Livro dos Santos e faz uma breve apresentação da biografia dos dois novos santos, seguindo-se o convite de Francisco aos fiéis para cantar a ladainha dos santos.

No final, pronuncia, em Português, a fórmula da canonização e os presentes "aclamam a proclamação com um cântico de júbilo, durante o qual um diácono vai incensar as duas relíquias".

Acompanhado pela postuladora da Causa da Canonização de Francisco e Jacinta, o bispo de Leiria "agradece a proclamação e pede ao papa que redija a Carta Apostólica relativa à canonização" dos dois beatos.

A cerimónia termina com o coro a entoar o "Glória", prosseguindo a missa, no final da qual "as duas relíquias deixam o altar com o andor da imagem de Nossa Senhora de Fátima e seguem em cortejo até à Capelinha das Aparições, onde vão ficar expostas até ao final do dia 13 de maio".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser