Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2022
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Baixa por depressão afastou mais de dois mil funcionários judiciais

Dados avançados pelo Ministério da Justiça ao Diário de Notícias (DN) revelam que no ano passado, mais de dois mil oficiais de justiça estiveram de baixa o corresponde a 75 mil dias, a maioria devido a doença do foro psiquiátrico. A falta de recursos nos tribunais e as avaliações a que estão sujeitos, podem estar associadas a este fenómeno.

Baixa por depressão afastou mais de dois mil funcionários judiciais

No ano passado, 2.100 oficiais de justiça ficaram de baixa, somando um total de 75.624 dias de ausência ao trabalho, indicam dados do Ministério da Justiça, avançados ao DN, salientando que cada um destes trabalhadores esteve afastado da sua actividade, em média, 36 dias num ano.

Apesar de o Ministério de Paula Teixeira da Cruz não esclarecer, o DN sabe que a grande maioria destas baixas foi por doença, nomeadamente devido a problemas do foro psiquiátrico. “Estas situações têm aumentado exponencialmente nos últimos três anos e a tendência vai ser para piorar”, alerta Fernando Jorge, do Sindicato dos Funcionários Judiciais.

Saliente-se que, nos últimos dez anos, os 9.400 funcionários judiciais foram reduzidos para 7.200 (menos 21%) “o que contribuiu muito para o aumento dos processos pendentes nos tribunais”, refere o vice-presidente do Sindicato dos Funcionários Judicias, Vítor Norte. Pelo que, o stress e a pressão são comuns entre os trabalhadores.

A juntar a isto, sublinha Carlos Almeida, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça, “em média, um funcionário com menos dez anos de carreira, ganha menos de mil euros” e a avaliação do Conselho dos Oficiais de Justiça não ajuda porque “é feita em função dos processos que são findos e isso nem sempre é justo”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório