Meteorologia

  • 25 JUNHO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Uma petição que pede mudanças para quem mora em Lisboa

Uma carta aberta dirigida ao Governo, deputados, município e cidadãos.

Uma petição que pede mudanças para quem mora em Lisboa
Notícias ao Minuto

11:10 - 24/01/17 por Inês Esparteiro Araújo

País Carta Aberta

Um grupo composto por cidadãos e várias organizações da sociedade escreveram uma carta aberta ao Governo, deputados, municípios e cidadãos em que dizem considerar urgente “a adoção de uma política nacional e municipal de habitação que favoreça e dinamize o arrendamento público e privado, com segurança e estabilidade”, entre outros aspetos.

Caso se identifique com o exigido, pode assinar uma petição online. No começo da carta os signatários começam por afirmar que é “cada vez mais difícil morar em Lisboa” e que ao “longo dos últimos anos” têm assistido “a uma alteração profunda das dinâmicas habitacionais nas áreas metropolitanas do país”.

Além de “os preços da habitação para arrendamento” terem aumentado entre 13% e 36% “nos últimos três/quatro anos”, também o preço de aquisição subiu até 46%. Nesta carta, a preocupação sobre esta situação fala mais alto, algo que os signatários consideram “fruto do processo de gentrificação, associado e acelerado pelo pico de projeção internacional e por uma grande intensificação do turismo e do alojamento para fins turísticos que Lisboa atravessa”.

Entendemos que é necessária uma nova política de habitação e de ordenamento do território, uma Lei de Bases da Habitação, uma política fiscal diferenciadora dos vários usos da habitação

Entre os vários subscritores, a carta conta com o apoio de investigadores, arquitetos e sociólogos, mas também de várias organizações como a Associação dos Inquilinos Lisbonenses e a Associação do Património e da População de Alfama.

Campo obrigatório