Guilherme Figueiredo recebe apoio de ex-candidato para bastonário

O antigo presidente do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados Vasco Marques Correia, candidato a bastonário em 2013, manifestou hoje o seu apoio à candidatura de Guilherme Figueiredo para bastonário.

© Reuters
País Advogados

Guilherme Figueiredo vai disputar, a 06 de dezembro, a segunda volta das eleições com Elina Fraga, depois de ter sido o segundo candidato mais votado e de a atual bastonária não ter alcançado os votos necessários para ser eleita à primeira tentativa.

PUB

"Faço-o de livre e espontânea vontade, desinteressadamente e sem quaisquer contrapartidas, a não ser a que resulta de dar uma satisfação à minha própria consciência ao tomar esta posição pública. Porque é de Justiça. Porque é preciso mudar - e mudar radicalmente - a nossa Ordem", escreveu o novo apoiante de Guilherme Figueiredo na sua página de Facebook.

Vasco Marques Correia, que concorreu a bastonário em 2013, refere que "em três anos muita coisa mudou, não necessariamente para melhor e, por isso, não estando desta feita na corrida", declara que apoia a candidatura de Guilherme Figueiredo a bastonário e da sua equipa da Lista H ao Conselho Geral da Ordem dos Advogados na segunda volta, a 06 de dezembro.

Em sua opinião, Guilherme de Figueiredo e a sua equipa dão a garantia de terem "a experiência e o bom senso de conduzirem a Ordem dos Advogados a bom porto, no meio dos ataques de toda a sorte" a que a profissão de advogado tem estado sujeita.

Entretanto, Jerónimo Martins, afastado da corrida a bastonário após a primeira volta das eleições, apelou ao voto em Guilherme Figueiredo, candidato colocado em segundo lugar no escrutínio realizado a 18 de novembro e que vai defrontar Elina Fraga, atual bastonária, numa segunda volta.

Elina Fraga e Guilherme Figueiredo foram os dois candidatos mais votados na primeira volta das eleições para o cargo de bastonário da OA.

A actual bastonária obteve 8.706 votos e Guilherme Figueiredo conseguiu 7.838 votos. Já o candidato Jerónimo Martins recolheu 1.374 votos. Um quarto candidato, Varela Gomes, foi a escolhido por 973 votantes.

Ao contrário das eleições de 2014, neste acto eleitoral para o triénio 2017-2019 não foi automaticamente eleito o candidato mais votado, já que os novos estatutos da Ordem dos Advogados vieram subordinar a eleição do novo bastonário à obtenção de mais de 50% dos votos. Por esta razão, Elina Fraga e Guilherme Figueiredo terão de voltar a submeter-se a escrutínio no próximo dia 6 de Dezembro.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS