Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 29º

Pedro Dias entregou-se à polícia

O homem mais procurado do país, Pedro Dias, entregou-se às autoridades.

Pedro Dias entregou-se à polícia
Notícias ao Minuto

21:58 - 08/11/16 por Inês André de Figueiredo

País Aguiar da Beira

Pedro Dias, o homem mais procurado do país, entregou-se, esta noite, às autoridades e está agora sob custódia da Polícia Judiciária da Guarda. 

O suspeito falou à RTP, antes de se entregar, e explicou que não conseguia viver o resto da vida como fugitivo, o que o levou a entregar-se às autoridades.

'Piloto', como ficou conhecido, garantiu à televisão pública que nunca encontrou condições de segurança para se entregar, até agora, e que foi dormindo em casas abandonadas, onde tomava banho, e comendo o que era possível, nomeadamente castanhas e nozes.

O suspeito de ter matado duas pessoas - um GNR e um civil -, e de ter sido responsável por mais três tentativas de homicídio, garantiu à RTP que é inocente e que não cometeu nenhum dos crimes de que é acusado. "Eu não os matei", terá dito, em entrevista à televisão pública.

Pedro Dias ter-se-á sentido perseguido pela GNR e diz que tudo começou com um mal-entendido que espoletou tudo o resto. "Não sequestrou ninguém, não roubou ninguém e não matou ninguém", sublinhou a repórter da RTP citando declarações de 'Piloto', acrescentando que este se mostrou "perplexo" com tudo o que aconteceu.

A jornalista frisou ainda que Pedro Dias se mostrou sempre sereno e consciente do que lhe poderá acontecer, apesar de realçar que lutará por justiça e por provar que não cometeu os crimes. Mostrou ainda muita preocupação pela filha, de quem tinha conseguido a guarda pouco tempo antes dos crimes.

O suspeito salvaguarda ainda, de acordo com a repórter da RTP, que não recebeu dinheiro dos pais, como chegou a ser noticiado, e que sobreviveu apenas com os 60 euros que tinha no bolso na altura dos crimes do dia 11 de outubro, em Aguiar da Beira.

A PJ da Guarda remeteu informações para uma conferência de imprensa a ser convocada pelo diretor do departamento, sem precisar data ou hora.

Detenção em direto depois de quase um mês em fuga

Nas imagens, emitidas pela RTP 3, "Piloto" é visto a entrar no carro da polícia enquanto a jornalista da RTP faz o relato, tendo expressado alguma declarações que o fugitivo lhe terá feito antes de se entregar. Noutras imagens, Pedro Dias é visto a entrar numa esquadra de polícia.

Pedro Dias, conhecido como "Piloto", está desaparecido desde 11 de outubro, data em que dois militares da GNR foram atingidos a tiro, em Aguiar da Beira, no distrito da Guarda. Um morreu e outro ficou ferido.

Na mesma madrugada, um homem morreu e a mulher ficou gravemente ferida, também alvejados a tiro na viatura em que seguiam, em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Começou, então, a caça ao homem tendo como único alvo Pedro Dias, o suspeito de Arouca, no distrito de Aveiro.

Denúncias e alegados vestígios do suspeito foram surgindo nos últimos dias, desde a zona de Arouca, a Vila Real, onde se centraram as atenções há mais de uma semana, mas ainda sem rasto do alegado homicida.

[Notícia atualizada às 22h10]

Recomendados para si

;
Campo obrigatório