Meteorologia

  • 25 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Congestionamentos do trânsito em Portugal caíram para metade

Um estudo da multinacional de informação sobre trânsito Inrix revela que Portugal foi o país europeu onde os engarrafamentos mais caíram em 2012, registando uma quebra de 50% de número de horas em relação ao ano anterior.

Congestionamentos do trânsito em Portugal caíram para metade
Notícias ao Minuto

11:45 - 25/04/13 por Lusa

País 2012

Segundo o estudo da Inrix, que incide sobre o número de horas de congestionamento e não sobre o número de veículos, Portugal regista no primeiro trimestre deste ano uma queda ainda mais acentuada, de 68% em relação a igual período do ano anterior.

A seguir a Portugal, vem a Espanha com uma quebra de 38%, entre 2012 e 2011, a Itália, com 34% e a Hungria, com 24 por cento. A Grã-Bretanha é o quinto com uma quebra de 19 por cento.

A tendência de declínio do tráfego na Europa nos últimos três anos mantém-se no primeiro trimestre de 2013, registando-se uma descida de 23% nas estradas europeias, o que permite calcular que os condutores passaram, em média, menos seis hora em engarrafamentos em 2012, afirma a agência EFE, tendo por base o mesmo estudo.

Entre 2011 e 2012, terá havido menos 18% de engarrafamentos na Europa.

"Sempre existiu uma estreita relação entre o estado da economia e o nível de congestão do trânsito nas estradas", assegurou um executivo da Inrix, Bruan Mistele, citado pela mesma agência.

Na Europa, dos 13 países analisados, aqueles que mais sofreram com a crise económica são os que registaram maiores descidas no congestionamento de trânsito.

Para elaborar este estudo, a Inrix, que comercializa informação sobre trânsito, analisou milhões de dados em tempo real, procedentes de mais de uma centena de fontes, incluindo sistemas de GPS de algumas marcas de veículos, empresas de entregas, camiões de longo-curso, táxis e aplicações móveis

Vários indicadores de tráfego automóvel em Portugal têm registado fortes descidas. Um comunicado de janeiro da Brisa refere que o tráfego nas auto-estradas da concessionária caiu 14% em 2012, quando comparado com o período homólogo, o que levou a uma redução de 11% nas receitas de portagem.

Na Via do Infante, um relatório do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), registou uma quebra no tráfego médio diário (TMD) de 44,4% no último trimestre de 2012.

No mesmo período, a concessão Interior Norte (A24) registou uma quebra de 31%, com um TMD inferior a 3.700 viaturas (-1739), enquanto a concessão Beira Interior (A23) registou menos 35,8% no movimento diário, que reduziu para 5.188 viaturas (-3009).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório