Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 22º

Edição

"Carrilho não tem substância para se envergonhar"

Isabel Moreira ficou surpresa com a postura de Carrilho à saída do tribunal, após início de outro julgamento em que é arguido.

"Carrilho não tem substância para se envergonhar"

Manuel Maria Carrilho voltou a sentar-se, esta terça-feira, no banco dos réus, num processo em que é acusado pela ex-mulher de novos crimes, alegadamente cometidos após o divórcio.

O início do julgamento do antigo ministro da Cultura merece a atenção da deputada Isabel Moreira, que se insurge contra a postura do arguido e aponta diferenças de comportamento em relação a Bárbara Guimarães.

“Da diferença de postura de Bárbara Guimarães e de Carrilho à saída do tribunal: a primeira não presta declarações, mantém, dentro do possível, os filhos afastados do espetáculo mediático. O segundo presta declarações ao mundo, a rir, confirmando que passou toda a audiência a rir, ainda que tratando a mesma de matérias sensíveis para os filhos e usando o filho para se defender, quando revela que tudo isto começou com um telefonema do filho para si a pedir socorro”, escreveu a socialista na sua página no Facebook.

Segundo Isabel Moreira, Carrilho “diz este horror (sempre sorridente ) sabendo que o filho vê ou pode ver televisão , internet e jornais e remata: ‘Não viu isso ser dito lá dentro, pois não?’”,

“Já conhecemos este Carrilho. É da espécie que não tem substância para se envergonhar”, desabafa a deputada do PS.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório