Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Agência oficial chinesa Xinhua lançou portal em português

A agência noticiosa oficial chinesa Xinhua lançou hoje um portal em português, visando "promover as relações entre a China e os países de língua portuguesa" e "aumentar a compreensão sobre o desenvolvimento económico-social da China".

Agência oficial chinesa Xinhua lançou portal em português
Notícias ao Minuto

08:34 - 05/08/16 por Lusa

País Língua

O novo portal foi apresentando como uma "medida importante para implementar a diretriz do Presidente [chinês], Xi Jinping, de expandir o espaço de atuação dos média".

O 'site' propõe-se difundir "notícias de economia, política, sociedade, cultura, desporto e tecnologia", recorrendo aos formatos texto, imagem e vídeo.

A Xinhua conta, desde 2004, com um departamento em português, que emprega atualmente 14 pessoas, entre as quais três brasileiros, mas cujo conteúdo era, até agora, distribuído através de outros órgãos de comunicação.

O portal em português da Xinhua junta-se a outros que a agência já tem em inglês, francês, russo, árabe, espanhol, japonês, coreano e alemão.

O lançamento do portal em português coincide com o arranque dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, competição em que, nas últimas edições, a China tem disputado o domínio com os Estados Unidos da América.

Além da Xinhua, também a versão digital do Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista Chinês, e a Rádio Internacional da China (CRI, na sigla em inglês), têm um serviço em português.

O departamento em língua portuguesa do Diário do Povo arrancou no ano passado, quebrando com o 'monopólio' da CRI, o mais antigo serviço noticioso em português da República Popular da China, com 56 anos.

Naquela altura, a política externa chinesa era guiada pela defesa do internacionalismo proletário e Pequim "apoiava os países africanos na luta contra o imperialismo", nomeadamente Angola e Moçambique.

Hoje, são as crescentes relações económicas e comerciais com os países de língua portuguesa, sobretudo Brasil, Angola e Portugal, que fomentam o grande desenvolvimento do ensino do português na China.

No início do século XXI, em todo o continente chinês havia apenas duas universidades com licenciaturas em português. Hoje há 21.

Por outro lado, em 2003, a China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau como a sua plataforma para o reforço da cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa, tendo criado nesse ano o Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, conhecido como Fórum Macau.

O Fórum Macau realiza conferências ministeriais a cada três anos e a próxima decorrerá em outubro, em Macau.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório