Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Desastre no Banif exige "apuramento de responsabilidades na TVI"

Jornalista acredita que alguém ganhou com a notícia do fecho do banco.

Desastre no Banif exige "apuramento de responsabilidades na TVI"
Notícias ao Minuto

13:34 - 22/06/16 por Andrea Pinto 

País Moura Guedes

Manuela Moura Guedes acusa o Banif de estar a servir “interesses”, nomeadamente da TVI e o Santander.

A jornalista, que chegou foi pivot da estação de Queluz, aponta várias questões que considera que devem ser analisadas no que diz respeito à fuga de informação relativa ao fecho do banco. O mais curioso, refere, é “o processo de ‘liquidação desordenado’ [do Banif]” ter começado “ na noite em que a TVI dá a notícia do fecho do Banif”.

Moura Guedes questiona como se lança uma notícia desta magnitude a um domingo, quando “não há praticamente ninguém na redação” e defende que "ninguém no seu perfeito juízo, responsável pela informação de uma estação, deixa pôr no ar uma notícia sobre o 'fecho do Banif' sem ter a certeza absoluta de tudo”, a menos que esteja certo do conteúdo da mesma. Isso é algo, porém, que a jornalista não acredita que tenha acontecido, uma vez que a notícia foi sendo diversas vezes alterada durante aquela noite.

Por tudo isto, a jornalista acredita que o Santander, “que é acionista da TVI”, foi outro dos que se aproveitou da situação e comprou o banco pelo "baixo valor de 150 milhões”.

“Como é que um desastre destes não origina um apuramento de responsabilidades na TVI . Muito curioso.. “, questiona Manuela Moura Guedes na sua página de Facebook.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório