Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

Milhares de manifestantes exigem demissão do Governo

Milhares de funcionários públicos de todo o País e de vários sectores estão a descer a avenida da Liberdade gritando palavras de ordem a exigir o fim da política de austeridade e a demissão do Governo.

Milhares de manifestantes exigem demissão do Governo

Os manifestantes saíram da Praça Marquês de Pombal, pouco depois das 15h00, em direcção ao Ministério das Finanças, onde vai terminar a manifestação nacional promovida pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública.

O desfile é encabeçado pelos principais dirigentes sindicais da função pública, acompanhados pelo secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos.

A coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila, disse à agência Lusa, no início do percurso, que a acção de hoje visa mostrar ao Governo que os trabalhadores da função pública estão contra a política de austeridade em curso e querem a sua demissão.

A sindicalista criticou os números hoje divulgados pelo Governo sobre o aumento do desemprego e sobre o fracasso das metas do défice considerando que são a prova de que o Governo não está a defender os interesses dos trabalhadores portugueses.

Arménio Carlos também manifestou à Lusa a sua preocupação com o aumento do desemprego e disse que Portugal foi posto numa situação semelhante à que se vive na Grécia.

O líder da intersindical pediu a demissão do Governo e apelou aos trabalhadores da função pública e do sector privado, e à generalidade da população portuguesa, para saírem à rua e forçarem a demissão do executivo.

Ana Avoila não quis adiantar o número de participantes no protesto porque o percurso ainda estava no início.

Por volta das 16h00 os manifestantes enchiam completamente a avenida da Liberdade entre os Restauradores e o Marquês de Pombal, que estava ainda cheio de gente.

Os manifestantes fizeram grande parte do percurso ao som da ‘Grândola Vila Morena’, que intercalavam com palavras de ordem contra o Governo.

Entre as palavras de ordem entoadas, não faltaram também algumas contra a falta de actuação do Presidente da República para inverter o desemprego e o empobrecimento do País.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório