Site de revenda alvo de dezenas de queixas

Portal da Queixa refere ter recebido mais de uma dezena de reclamações dirigidas à empresa.

© DR
País Internet

Em menos de 20 dias, o site Portal da Queixa faz saber que já recebeu mais de uma dezena de reclamações relativas à empresa ‘Multidreams’, gestora do site comercioporgrosso.com, que funciona como uma plataforma comerciantes (B2B) para a revenda de artigos a baixo custo, nomeadamente, telemóveis topo de gama, tablets, relógios, gadgets, entre outros.

PUB

De acordo com o Porta da Queixa, no site em questão, é possível ler-se que “a venda direta para o consumidor final não é possível”. No entanto, “os relatos evidenciados por consumidores no Portal da Queixa descrevem situações da tentativa de cobrança de quase 100 euros a particulares, pela inscrição na plataforma, mesmo não sendo comerciantes, nem empresários. Estes são aliciados através de anúncios que circulam pelo Facebook, onde referem a possibilidade de aquisição de um iPhone 6S por apenas 160 euros”, explica o comunicado enviado às redações.

A mesma nota refere que a Multidreams é apenas a empresa que gere o site e que o cliente tem de “entrar diretamente em contacto com os comerciantes, fornecedores e fabricantes” após o pagamento.

“Os motivos de reclamação, à empresa MultiDreams, derivam essencialmente da tentativa de anulação da subscrição da anuidade, e a tentativa de cobrança da empresa a particulares”, acrescenta o comunicado.

Em reação a esta notícia, a Multidreams, que gere a plataforma comercioporgrosso, esclarece que esta "plataforma descreve claramente o serviço que oferece, e o custo anual do mesmo. O acesso ao portal www.comercioporgrosso.com é apenas possível quando o cliente preenche os seus dados verdadeiros e completos, confirma que leu e aceitou as condições do serviço e, de seguida, clica no botão 'Comprar agora' (lei que entrou em vigor em 07/2014)".

"Em todas as páginas encontra os links 'Lista de preços' e 'Termos e condições de serviço', que devem, logo à partida, consultar. Além disso, consegue ver os custos de acesso na Página Inicial, na página 'Lista de preços', na página de registo e nos 'Termos e condições de serviço', que tem que ler e confirmar aquando do registo. Assim, fica claro que indicamos de forma simples e bem visível em vários locais os custos aplicáveis ao acesso ao portal e os serviços obtidos após pagamento", lê-se em comunicado enviado ao Notícias ao Minuto.

Além disso, destaca, "todos os nossos clientes confirmaram que leram e aceitaram as condições de serviço, confirmaram que são de maior idade e também confirmaram o seu estado de uso comercial, e dessa forma, assumimos que são comerciantes, como consta claramente nas condições de serviço".

[Notícia atualizada às 21h45 com esclarecimento da Multidreams]

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser