Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Seguranças do Avante agrediram festivaleiros. PJ está a investigar

Vários festivaleiros presentes na Festa do Avante foram agredidos e acabaram por apresentar queixa.

Seguranças do Avante agrediram festivaleiros. PJ está a investigar

A Polícia de Segurança Pública recebeu, até ao momento, dez queixas-crime contra os seguranças da Festa do Avante, sendo que seis delas já são referentes ao ano transato. Contudo, as autoridades têm conhecimento de mais vítimas que ainda não formalizaram a queixa. A Polícia Judiciária já está a investigar os casos mais graves.

Tendo em conta o semanário Expresso, vários seguranças do evento, vestidos com uma farda azul-escura e com a palavra ‘apoio’ escrita nas costas, estão a ser acusados de maltratarem festivaleiros, sendo que alguns ainda se mantêm de baixa e tiveram mesmo de receber tratamento hospitalar.

As vítimas, todos homens, explicaram ao Expresso que se tratou de “violência gratuita”, relembrando que eram levados para dentro de uma carinha, onde eram espancados com “socos, pontapés e bastonadas”, alguns chegaram a ser algemados, vendados e até sufocados por uma corda.

O Partido Comunista Português, contactado pelo mesmo órgão de comunicação, garantiu que os serviços de apoio são assegurados por militantes que, “de acordo com as orientações estabelecidas, zelam pela tranquilidade da Festa”, contudo não é referido nenhum tipo de formação ou a forma como são escolhidos.

Entre os homens espancados está um espanhol, que foi encontrado numa zona isolada a beijar um rapaz. Confrontado pelos seguranças, o homem de 34 anos protegeu-se mostrando que não havia nenhuma "lei contra o amor". Foi de imediato colocado dentro da carrinha e agredido, mas ainda conseguiu tirar umas fotos aos seguranças.

Os responsáveis pelo recinto aperceberam-se da situação e recomeçaram as agressões e as ofensas, sendo que a palavra “maricas” era constantemente repetida. Acabaram por lhe tirar o telemóvel e partir a lente dos óculos, porém as fotos estavam guardadas na iCloud e já foram entregues às autoridades.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório