Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Salgado: Procuradores queriam outra medida. Juiz não concordou

As medidas de coação que o Ministério Público tinha em mente eram menos severas do que as que foram decididas pelo juiz Carlos Alexandre.

Salgado: Procuradores queriam outra medida. Juiz não concordou

Ricardo Salgado já se encontra em prisão domiciliária, onde será vigiado pela polícia. Esta opção, porém, não foi a proposta pelos procuradores do Ministério Público.

A informação é avançada ao Público pela Procuradoria-Geral da República, que especifica que os procuradores queriam que o ex-banqueiro ficasse apenas proibido de se ausentar do país, para além de ficar impedido de contactar algumas pessoas. A caução, aliás, seria afeta à já paga no processo Monte Branco, na ordem dos três milhões de euros.

O juiz Carlos Alexandre, no entanto, terá considerado que tal não acautelava questões como o risco de perigo de fuga.

Saliente-se que alguns especialistas têm suscitado dúvidas sobre a medida de coação aplicada. Ontem mesmo, na antena da SIC, Marques Mendes questionava: "porquê vigilância policial?", dada a possibilidade de se poder vigiar os arguidos através de pulseira eletrónica.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório