Meteorologia

  • 13 AGOSTO 2020
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Centro de Idosos de Aveiro está a inspirar o país

Não é preciso estar a morrer para se ter um sonho. E, muitas vezes, de uma forma simples, pode mudar-se a vida de alguém. O projeto 'Antes de morrer quero…' traz essa possibilidade a um grupo de idosos de Aveiro mas pode trazer muito mais. Pode ajudar a inspirar uma nova forma de olhar para a terceira idade. Só precisa de partilhar.

Projeto 'Antes de morrer quero...'

"Todos nós podemos pedir um sonho", diz Ângelo Valente. O animador de 32 anos de idade e Sofia Nunes, gerontóloga de 28 anos, são quem está por detrás do projeto que por estes dias agita as redes sociais.

Esta não é a primeira vez que o Centro Comunitário de Gafanha do Carmo, de Aveiro, chama a atenção por iniciativas fora do comum (em 2014, recriaram um videoclipe de Miley Cyrus, interpretado por idosos).

Permanecerá nas redes sociais por pouco tempo porque a ambição é incomensuravelmente maior. Inspirada no projeto de arte global ‘Before I die’ (que começou nas paredes de uma casa em Nova Orleães, onde uma pessoa que perdeu alguém que amava escreveu as suas aspirações a giz numa parede), a ideia de Ângelo e Sofia é que os idosos ao seu cuidado escrevam num pequeno quadro o sonho que mais gostavam de ver realizado.

Não se trata de dinheiro, trata-se de uma tomada de posição

Ângelo fala claro: “Não pedimos dinheiro, pedimos às pessoas que partilhem”, referiu, em conversa com o Notícias ao Minuto.

Há quem queira pintar o cabelo de azul e há quem queira voar, mas o importante é haver quem se queira importar. “Trata-se de responsabilidade social”, indica, sublinhando a exclusão de que é alvo a terceira idade, cada vez mais afastada da vida ativa, da televisão, e da atenção da sociedade em geral.

Com esta iniciativa, Ângelo e Sofia pretendem chamar a atenção para os idosos, inspirar outras instituições a fazer o mesmo e motivar a sociedade para prestar mais atenção a quem fica, muitas vezes, esquecido.

Os sonhos que já se realizaram graças às redes sociais

Assim que as imagens começaram a circular na internet, “o feedback foi enorme”, garantiu o animador. A Casa do Benfica de Aveiro, por exemplo, já se ofereceu para realizar o sonho de um dos senhores.

Outros dois vão voar, numa experiência assegurada pela Escola de Aviação de Viseu, em nome de uma pessoa anónima.

A Câmara Municipal de Figueira da Foz também se associou ao projeto, oferecendo um dia na Figueira da Foz com almoço para vários dos idosos.

A idosa que tinha como sonho cantar em público, vai cantar num festival de música e existem já instituições ligadas ao Governo, nomeadamente na área do Turismo, que também querem dar um contributo.

Há, no entanto, sonhos que ainda não foram endereçados. Uma senhora, por exemplo, gostava de conhecer o Marco Paulo. Nem todos os sonhos são possíveis, mas todos merecem atenção. “Nunca se sabe”, diz Ângelo, que não descura o poder da internet e da partilha de informação.

“Às vezes, as coisas mais simples são as mais eficazes”, garante, pedindo apenas que esta ideia seja disseminada. “Faça gosto na página”, pede. Fizemos, e partilhamos mais do que a iniciativa, partilhamos a ideia. É urgente que todos façam o mesmo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório