Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 22º

Edição

Número de mortos em acidentes de trabalho "é uma catástrofe"

Até março de 2015, houve 32 acidentes de trabalho mortais, nove dos quais na construção, o sector com maior número de ocorrências.

Número de mortos em acidentes de trabalho "é uma catástrofe"

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) registou 135 acidentes mortais em 2014. Os dados refletem, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap) a falta de condições de trabalho, um dos motivos que levou a ACT a marcar uma greve para amanhã, a primeira em 20 anos.

Segundo dados da ACT, citados pelo Diário Económico, do total de acidentes mortais, 41 registaram-se no sector da construção, 28 nas indústrias transformadoras, 19 na agricultura e 10 nos transportes e armazenagem.

"Estes dados representam uma catástrofe, se tivermos em conta que é na construção que a maior parte dos acidentes de trabalho ocorre, sector cuja atividade diminuiu bastante no ano passado", disse ao mesmo jornal José Abraão, dirigente do Sintap.

Portugal continua "com taxas de incidência de acidentes de trabalho, graves e mortais, das mais elevadas da Europa", referiu ainda o inspetor-geral, Pedro Pimenta Braz numa mensagem deixada no site da ACT.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório