Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 21º

Suspeitas de cartel lucram milhões com cantinas públicas

A Gertal e a Itau (da Trivalor), a Eurest, a Uniself, a Ica e a Nordigal e a Sodexo assinaram dois mil contratos públicos no valor de 700 milhões de euros.

Suspeitas de cartel lucram milhões com cantinas públicas
Notícias ao Minuto

08:27 - 08/04/15 por Notícias Ao Minuto

País Empresas

A Autoridade da Concorrência (AdC) abriu em 2007 uma investigação para apurar as alegações de que tinha sido criado um cartel para fornecer refeições a cantinas, o que por sua vez estava a prejudicar o Estado, sendo que se estavam a assinar contratos milionários com instituições do Governo, como hospitais e câmaras.

Sete empresas, detidas por cinco grupos económicos foram acusadas, em causa está a Gertal e a Itau (da Trivalor), a Eurest, a Uniself, a Ica e a Nordigal e a Sodexo, que assinaram dois mil contratos públicos no valor de 700 milhões de euros.

As empresas controlavam o mercado e trocavam informações sensíveis de forma a combinar os preços, além de que repartiam os clientes já existentes entre si. Quanto aos novos clientes, estes seriam disputados livremente.

No entanto, o processo foi declarado totalmente prescrito, há pouco menos de um mês. Mas antes disso o regulador tinha condenado as empresas a pagarem uma coima de 14 milhões de euros e os gestores a pagar 20 mil euros.

Segundo fonte da AdC, a prescrição deveu-se ao “elevado grau de litigância judicial, com múltiplos incidentes levantados pelas 15 arguidas, tanto durante a fase administrativa como durante a fase judicial”, avança o Jornal de Notícias.

E qual era o modus operandi destas empresas? Tudo girava à volta de uma mesa em restaurantes lisboetas como o Gambrinus ou o Vela Latina, onde cada empresa dava conta às outras dos clientes que tinham ganhado ou perdido.

Sabe-se que a Gertal ganhou 129 milhões com as refeições nas escolas, a Itau faturou 14 milhões no hospital de Gaia, a Eurest assinou acordos no valor de 79 milhões, a Uniself forneceu refeições às prisões, a Ica e Nordigal trabalhava com os municípios e a Sodeco assinou um contrato com o Hospital Curry e Cabral.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório