Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Ministro da Defesa não defende Forças Armadas

O ministro da Defesa não tem defendido corretamente a instituição militar e a intervenção dos dirigentes políticos nas Forças Armadas tem sido excessiva, aponta um inquérito realizado pela Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA).

Ministro da Defesa não defende Forças Armadas

Segundo os resultados do inquérito, a que a agência Lusa teve acesso, nenhum dos 1.227 oficiais inquiridos considera que José Pedro Aguiar Branco esteja a cumprir o seu papel.

Neste inquérito, que é apresentado esta tarde num encontro promovido pela AOFA em Lisboa, 74,9 por cento dos militares aponta as associações socioprofissionais como entidades que melhor têm defendido as Forças Armadas, com 16,2% a acharem que ninguém se tem batido pelos seus "direitos e interesses".

Por outro lado, 88,3% dos inquiridos consideram que a influência dos políticos nas Forças Armadas deveria ser mais moderada e 62,2% que a forma como são escolhidas as chefias militares é o fator que mais contribui para a influência político-partidária na instituição castrense.

A esmagadora maioria dos militares inquiridos tem ainda uma opinião negativa em relação à evolução nos últimos dez anos das condições de operacionalidade (34,8% dizem que pioraram muito e 45,6% que pioraram), de trabalho (para 25,7% pioraram muito e para 41,8% pioraram), de segurança (pioraram muito para 20,5% e pioraram para 38,8) e remuneratórias (50,6% consideram que pioraram bastante).

Neste inquérito de 34 perguntas, 87,9 por cento dos mais de 1.200 oficiais das Forças Armadas rejeitam que tenham de ser os próprios militares a financiar o seu sistema de assistência na doença, enquanto 86,6% afirmam que o atual modelo assistencial não respeita os princípios da condição militar.

Já 77,6% das respostas apontam o novo Estatuto dos Militares das Forças Armadas (Emfar), cuja revisão está em curso há mais de um ano, como um diploma que "não acautela e até agrava os direitos e interesses dos militares".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório