Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2020
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Escolas contratam docentes adicionais para compensar alunos

A pouco mais de um mês do final do primeiro período, dezenas de escolas deram início a aulas de compensação para que os alunos recuperem a matéria perdida devido à falta ou troca de professor. Segundo o Jornal de Notícias (JN), o encargo destas aulas extraordinárias poderá ter que ser das escolas que ora terão que pagar horas extra, ora terão que contratar professores adicionais.

Escolas contratam docentes adicionais para compensar alunos

Várias escolas ao longo do país começaram a disponibilizar aulas de compensação para que os alunos, a pouco mais de um mês do final do primeiro período, recuperem a matéria perdida devido ao atraso nas colocações.

Segundo o Jornal de Notícias (JN), estas aulas serão conduzidas por docentes da própria escola – que por tal terão que receber horas extraordinárias – ou por professores contratados para este fim, sendo que os encargos deverão ter que ser suportados pelos próprios estabelecimentos de ensino.

Esta é uma das soluções encontradas para contornar o atraso na colocação de docentes em 304 escolas nacionais, uma situação que, defendem a ANDE e a ANDAEP, prejudica os alunos, principalmente aqueles que se encontram em final de ciclo e têm exames marcados para o final do ano letivo.

O vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima diz que o “o ministério da Educação vai ter de abrir os cordões à bolsa” para que esta despesa não fique apenas por conta das escolas. Já Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE), garante que o ministério de Nuno Crato “está disponível” desde que a necessidade de contratar professores adicionais seja “absolutamente justificada, isto é, que não haja outra solução”, cita o JN.

O atraso na colocação de professores afetou milhares de alunos em todo o país, mas são aqueles que terão exame no final do ano que mais preocupam. As escolas querem que os estudantes estejam em pé de igualdade, a nível de matéria, com aqueles que tiveram professores desde o primeiro dia, mas a reposição de matéria poderá sobrecarregar ainda mais o horário escolar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório