Meteorologia

  • 17 JUNHO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Lisboa e Águeda entre 100 cidades a preparar-se contra alterações climáticas

Lisboa e Águeda estão entre as 100 cidades europeias que se comprometeram a avançar com medidas para combater as alterações climáticas, anunciou hoje a Comissão Europeia.

Lisboa e Águeda entre 100 cidades a preparar-se contra alterações climáticas
Notícias ao Minuto

13:06 - 16/10/14 por Lusa

País Europa

A adesão à iniciativa "Mayors Adapt", lançada em março, foi muito maior do que o esperado pela Comissão Europeia pois a meta era estabelecer uma rede de 50 cidades, até final do ano.

"Já dispomos de 100 [cidades] e outras aguardam a sua vez de aderir à iniciativa. As nossas cidades estão a preparar-se para resistir contra as alterações climáticas. Trata-se de uma boa notícia para os cidadãos e as empresas. Uma boa preparação ficará muito mais barata do que despoluir posteriormente --- e pode salvar vidas", salientou a comissária responsável pela Ação Climática, Connie Hedegaard, citada num comunicado.

Ao aderir ao "Mayors Adapt", os autarcas beneficiam de apoio a atividades locais de combate às alterações climáticas, de uma plataforma para a cooperação e de uma maior sensibilização do público em matéria de adaptação.

Depois da cerimónia de assinatura do compromisso, que decorreu hoje, numa sessão até final do dia, os participantes têm oportunidade de discutir o modo como as cidades se podem preparar melhor para o impacto negativo das alterações climáticas e trocar experiências e boas práticas.

Entre as signatárias estão Águeda e Lisboa, Zwijndrecht (Bélgica), Barcelona, Copenhaga, Francoforte, Glasgow, Munique, Nápoles e Paris.

O ex-presidente da Câmara de Nova Iorque, Michael Bloomberg, dirigiu-se aos participantes através de uma mensagem vídeo e Christiana Figueres, secretária executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as alterações climáticas, também se juntou ao evento através de uma ligação vídeo em direto.

O "Mayors Adapt" foi lançado em março de 2014, no âmbito da iniciativa "Pacto de Autarcas", e centra-se em medidas de adaptação às alterações climáticas.

Com concentrações de população e de infraestruturas, as cidades são particularmente vulneráveis aos fenómenos meteorológicos extremos e aos efeitos adversos das alterações climáticas, desempenhando os órgãos de poder local um papel fundamental na implementação de medidas de atenuação e adaptação às mudanças do clima.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório