Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Custou 100 mil euros, funcionou uma semana e já não volta a abrir

A nova Escola de Monsanto, em Idanha-a-Nova, foi inaugurada há três meses. Depois de abrir as portas funcionou durante uma semana, altura em que se assinalou o período de férias escolares. Agora, escreve a Rádio Renascença, fechou portas por falta de alunos, mas, entretanto, já foi realizado um investimento de 100 mil euros que corre o risco de ir ?para o lixo?.

Custou 100 mil euros, funcionou uma semana e já não volta a abrir

Foi inaugurada há três meses depois de um investimento de 100 mil euros. Antes das férias escolares funcionou durante uma semana. Hoje, numa altura em que se assinala o início do ano escolar sabe que a nova escola primária de Monsanto, em Idanha-a-Nova, não vai voltar a abrir portas, escreve a Renascença.

O Ministério da Educação considerou que, uma vez que o estabelecimento de ensino só tem 11 alunos, não tem o número de crianças necessárias para se manter aberta. Porém, a autarquia alega que há 18 crianças matriculadas no jardim-de-infância e refere o investimento de 100 mil euros realizado já este ano.

Os alunos, a parte mais frágil de toda a equação, serão agora obrigados a fazer uma viagem diária de cerca de 50 quilómetros para poderem ir às aulas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório