Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Bombeiro suspeito de fogo posto proibido de contactar corporação

O bombeiro de Montalegre suspeito de fogo posto está proibido de contactar a corporação e terá que se apresentar duas vezes por semana no posto da GNR, disse à Lusa fonte policial.

Bombeiro suspeito de fogo posto proibido de contactar corporação

A Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real anunciou quarta-feira a detenção de um homem de 50 anos, funcionário da câmara municipal de Montalegre e bombeiro voluntário, por estar "fortemente indiciado pela prática do crime de incêndio florestal".

O suspeito foi ouvido esta tarde no Tribunal de Montalegre, que o proibiu de contactar a corporação de Montalegre.

O bombeiro ficou ainda sujeito a Termo de Identidade e Residência e terá que se apresentar duas vezes por semana no posto local da GNR.

O homem é, segundo a PJ, suspeito de ter ateado um incêndio no dia 31 de agosto deste ano no lugar de Morgade, que consumiu "cerca de 0,001 hectares de mato.

A PJ refere, em comunicado, que o fogo "só não se alastrou a uma vasta mancha florestal constituída por carvalho e pinheiro bravo, devido à rápida intervenção de populares, que prontamente o apagaram".

Contactado pela agência Lusa, o comandante dos bombeiros de Montalegre, David Teixeira, referiu que a corporação, logo que seja possível contactar com o voluntário, vai avançar com um inquérito interno para averiguar o que realmente se terá passado.

Apesar de continuar inscrito nos bombeiros, o suspeito já alguns meses que não prestava serviço.

A Judiciária alega, no comunicado, que o "arguido terá agido num quadro de eventual perturbação psicológica".

Este é o segundo bombeiro a ser detido no distrito de Vila Real em menos de uma semana e o 13.º indivíduo detido este ano pela PJ, através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, por alegado crime de incêndio florestal.

A PJ anunciou na quinta-feira a detenção de um bombeiro de Vila Pouca de Aguiar suspeito de atear fogo no dia 17 de agosto, tendo este ficado em prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório