Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
31º
MIN 23º MÁX 38º

"São bons resultados que permitem que o Governo hoje possa tomar medidas"

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, afirmou hoje que o anterior governo deixou uma situação "orçamental e financeira suficientemente confortável" que permite agora ao atual executivo tomar "medidas com elevado custo orçamental".

"São bons resultados que permitem que o Governo hoje possa tomar medidas"
Notícias ao Minuto

12:54 - 11/07/24 por Lusa

Política Pedro Nuno Santos

"Aquilo que toda a gente reconhece, aquilo que as instituições europeias reconhecem fora, e portanto também dentro do país, é que o governo do PS deixou uma boa situação orçamental e financeira, isso é que é um dado que ninguém pode negar e do qual beneficia este Governo, porque é a boa situação orçamental e financeira que tem permitido ao Governo chegar, por exemplo, a acordo com alguns setores profissionais", afirmou.

 

Pedro Nuno Santos falava aos jornalistas no final de uma visita ao Polo de Saúde de Carcavelos, no concelho de Cascais (distrito de Lisboa).

O líder socialista reagia à notícia avançada pelo jornal Eco de que o anterior ministro das Finanças, Fernando Medina, pediu à Águas de Portugal a distribuição de 100 milhões de euros de dividendos por forma a baixar a dívida pública.

Pedro Nuno Santos defendeu que "as empresas públicas são do Estado, o Estado não está a tirar dinheiro que não é do Estado".

O secretário-geral do PS sustentou que "o acionista é o Estado e quem gere o Estado são os governantes, em cada momento foram eleitos para essas funções e tomam opções políticas".

"Verdadeiramente relevante é nós constatarmos o óbvio, que é nós hoje termos uma situação orçamental e financeira suficientemente confortável que leva a que o Governo esteja a tomar e a anunciar medidas com elevado custo orçamental", salientou, considerando que "isso faz-se porque há um trabalho que deixou as contas públicas saudáveis e equilibradas".

Questionado se esta poderá ter sido uma medida de engenharia financeira, Pedro Nuno Santos respondeu: "Eu lamento, mas se há um ganho importante nos últimos anos foi a redução da dívida pública e ter-se atingido excedente orçamental".

"Isso são ganhos, são ganhos que são reconhecidos em todo o lado pelas instituições internacionais. Portanto, são bons resultados que permitem a que o Governo hoje possa tomar medidas com elevado custo orçamental", reforçou.

Leia Também: "Têm de deixar de insistir com o PS, essa responsabilidade não é nossa"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório