Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 38º

Mais acidentes nos primeiros 5 meses do ano, mas menos mortos que em 2023

Dados são da PSP. Só nestes meses, a força de segurança deteve 3.215 suspeitos por crimes rodoviários.

Mais acidentes nos primeiros 5 meses do ano, mas menos mortos que em 2023
Notícias ao Minuto

09:33 - 23/06/24 por Notícias ao Minuto

País PSP

A Polícia de Segurança Pública registou mais acidentes rodoviários nos primeiros cinco meses do ano do que no mesmo período de 2023, mas menos vítimas mortais e feridos graves. 

De acordo com os dados a que o Notícias ao Minuto teve acesso, entre 1 de janeiro e 31 de maio de 2024 registaram-se 22.708 acidentes, mais 234 do que no mesmo período do ano passado, quando tinham ocorrido 22.474 sinistros.

Apesar do número de acidentes ter aumentado, o número de vítimas mortais e de feridos graves diminuiu. Dos acidentes ocorridos nos primeiros cinco meses de 2024 resultaram 31 mortos, menos cinco do que no mesmo período homólogo de 2023, quando já tinham sido registadas 36 vítimas mortais.

Há ainda registo de 277 feridos graves, menos cinco do que nos primeiros cinco meses de 2023, quando havia registo de 282. Por outros lado, há registo de mais feridos leves. Dos acidentes, resultaram 6.737 feridos leves e em 2023 tinham sido 6.646 (-91).

No que concerne à fiscalização rodoviária, de 1 de janeiro a 31 de maio de 2024, a PSP realizou, em todo o território nacional, 10.485 operações, tendo fiscalizado 294.203 condutores e controlado 1.086.243 viaturas por radar.

No total foram registadas 80.419 contraordenações, o que equivale a uma média de mais de 16.000 infrações por mês.

Das infrações registadas, 13.301 foram por excesso de velocidade, o que corresponde a 16,5% do total. 

Foram ainda efetuados 86.474 testes de alcoolemia, dos quais resultaram 1.451 autos de contraordenação por condução sob o efeito do álcool. Destas infrações, 309 "dizem respeito a condutores aos quais se aplica a taxa reduzida de álcool (condutores com carta de condução há menos de 3 anos ou condutores profissionais), o que corresponde a cerca de 21,3% das infrações registadas por condução sob o efeito do álcool", destaca a PSP. 

Registaram-se também 7.822 infrações por falta de inspeção periódica obrigatória, 2.497 por falta de seguro de responsabilidade civil, 2.092 por uso do telemóvel durante a condução, 1.074 por falta do uso do cinto de segurança e 446 por falta do uso de sistemas de retenção (cadeirinhas). 

No mesmo período, a PSP deteve também 3.215 detenções por crimes rodoviários, nomeadamente 1.695 por condução sob o efeito do álcool e 1.520 por condução sem habilitação legal.

Leia Também: Sete mortos em acidentes nas estradas (só) no fim de semana

Recomendados para si

;
Campo obrigatório