Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

Fenprof aponta limitações a proposta de estatuto da carreira científica

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) considerou hoje que a nova proposta de revisão do Estatuto da Carreira de Investigação Científica hoje apresentada pelo Governo "tem limitações" quanto ao combate à precariedade laboral dos cientistas.

Fenprof aponta limitações a proposta de estatuto da carreira científica
Notícias ao Minuto

21:07 - 18/06/24 por Lusa

País FENPROF

À saída de uma reunião com o ministro da Educação, Ciência e Inovação, Fernando Alexandre, o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, disse aos jornalistas que o documento apresentado aos sindicatos "tem limitações, nomeadamente no que tem a ver com o combate à precariedade".

Fernando Alexandre apresentou hoje aos sindicatos uma nova proposta de revisão do Estatuto da Carreira de Investigação Científica, anulando a proposta aprovada em julho de 2023 pelo Governo anterior (PS) e cujas negociações com os sindicatos ficaram suspensas no fim do ano após a queda do Executivo liderado por António Costa.

"Vamos ter que analisar todos os detalhes, mas o combate à precariedade faz-se a contratar e não com um novo estatuto", afirmou Nuno Peixinho, investigador precário e membro do Departamento de Ensino Superior e Investigação da Fenprof, sublinhando que é preciso "abrir concursos para as carreiras".

Entre as medidas para "criar condições de bom desempenho de todos os investigadores", o Programa do Governo da Aliança Democrática, divulgado em 10 de abril, propõe rever o Estatuto da Carreira da Investigação Científica.

O atual Estatuto da Carreira de Investigação Científica vigora desde 1999 e a sua revisão, reclamada por bolseiros e cientistas, foi sendo sucessivamente adiada pelos governos.

Leia Também: Fenprof alerta para docentes exaustos e crianças com muito tempo de aulas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório