Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

Estudante julgado por suspeita de violar colega após 'peddy tascas'

Um estudante de 23 anos da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra vai começar a ser julgado na segunda-feira por suspeita de abusar sexualmente de uma colega, após um 'peddy tascas', em 2021.

Estudante julgado por suspeita de violar colega após 'peddy tascas'
Notícias ao Minuto

12:08 - 14/06/24 por Lusa

País Coimbra

O eventual crime terá ocorrido em 02 de dezembro de 2021, quando os dois jovens integravam um 'peddy tascas', iniciativa associada à boémia académica, em que estudantes percorrem vários cafés, bares e tascas de Coimbra, ingerindo bebidas alcoólicas ao longo do percurso pelos estabelecimentos, referiu o Ministério Público (MP), na acusação a que a agência Lusa teve acesso.

O caso era para ter sido julgado em setembro de 2023, mas foi adiado para este mês.

Segundo o despacho do MP, num café que se situava junto à Praça da República, a vítima terá encetado conversa com o arguido, num momento em que já se encontrava visivelmente embriagada.

Entre as 19h00 e as 19h30, a vítima deslocou-se com o arguido, que a amparava, para o Jardim da Sereia.

Chegados àquele jardim próximo da Praça da República, o arguido ter-se-á aproveitado do estado da vítima para abusar dela, tendo parado quando a estudante se conseguiu opor e dizer "não", referiu o Ministério Público.

Posteriormente, a vítima terá adormecido encostada ao ombro do arguido. Quando acordou, cada um terá prosseguido o seu caminho, com a jovem a dirigir-se para os jardins da Associação Académica de Coimbra, ao encontro das suas amigas.

De acordo com o Ministério Público, só depois de se encontrar com as amigas é que a vítima se apercebeu de que tinha a camisa desapertada e os collants rasgados, não se recordando do que tinha ocorrido.

O Ministério Público vincou que o arguido teve relações sexuais com a vítima, sabendo que esta "não possuía a capacidade e o discernimento necessários para se autodeterminar sexualmente, nem estava capaz de se defender" face ao consumo de bebidas alcoólicas em excesso.

O arguido, que aguarda o julgamento com a medida de coação de termo de identidade e residência, irá responder por um crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência, na forma agravada.

O julgamento começa na segunda-feira, às 13h45, no Tribunal de Coimbra.

Leia Também: Detido homem suspeito de violar mulher de 23 anos no Caniçal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório