Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 22º

Manifestações nacionalista e antifascista terminaram após confrontos

As manifestações antagónicas que se realizaram junto ao Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, terminaram no final da tarde com os manifestantes antifascistas a serem os últimos a deixar o lugar, depois de confrontos com nacionalistas.

Manifestações nacionalista e antifascista terminaram após confrontos
Notícias ao Minuto

21:57 - 10/06/24 por Lusa

País Lisboa

Depois de uma primeira fase de confrontos e depois a intervenção da polícia, pouco antes das 18h00, os participantes nas manifestações, ficaram ainda uma hora a gritar palavras de ordem, enquanto os nacionalistas começaram a deixar o local cerca das 19h00, abandonando-o definitivamente em quinze minutos.

Os manifestantes antifascistas, em maior número, mantiveram-se ainda durante mais uma hora, com um pequeno grupo deles a protagonizar outro confronto com a polícia, muito breve.

A Lusa tentou falar com os manifestantes antifascistas mas todos os manifestantes abordados recusaram prestar declarações. Apenas um deles, sob condição de não ser filmado, aceitou falar, explicando que aquela era uma manifestação inorgânica, de um grupo de antifascistas que se juntou quando teve conhecimento de que estava programada para o local uma manifestação de "um grupo neonazi".

"Estava mais uma vez a ser permitido a esse grupo mobilizar-se no espaço público em Lisboa, pela segunda vez em menos de seis meses, e não pode haver esse tipo de manifestação neonazi sem uma resposta popular", disse.

O manifestante disse que o grupo (cerca de uma centena de pessoas) ficaria no local até lhe ser possível sair em segurança, porque os manifestantes nacionalistas estavam "com vontade de confrontos".

"Basta olhar para o contingente policial que está em frente da manifestação antifascista e o que está do outro lado e percebe-se como é que a polícia lê a situação e decide responder a ela", disse, acrescentando que a intervenção policial foi sobretudo contra os antifascistas.

A Lusa verificou que o número de elementos da Unidade Especial da Polícia junto dos antifascistas era superior em relação aos colocados junto do outro grupo nacionalista. Este grupo era também constituído por menos pessoas.

A Lusa tentou ouvir os manifestantes nacionalistas mas foi impedida pela PSP de se aproximar para recolher esses depoimentos.

Muitos dos manifestantes nacionalistas envergaram camisolas pretas do Grupo 1143, um grupo nacionalista que terá organizado a iniciativa.

Leia Também: Manifestantes antifascistas e nacionalistas em confrontos em Lisboa

Recomendados para si

;
Campo obrigatório