Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 29º

Gosta do verão? Calor da próxima semana vai ajudar a 'matar saudades'

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera fez as suas previsões para a semana de 27 de maio a 2 de junho.

Gosta do verão? Calor da próxima semana vai ajudar a 'matar saudades'
Notícias ao Minuto

23:31 - 24/05/24 por Notícias ao Minuto

País Temperaturas

As temperaturas previstas para a próxima semana vão agradar àqueles que respondem "verão" quando a pergunta é qual a estação do ano favorita.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), entre 27 de maio a 2 de junho, haverá um novo aumento generalizado dos termómetros, "com as temperaturas máximas no interior do país a atingirem valores típicos do verão ao longo da semana".

"Destaque para a zona do Alentejo, com diversas áreas com máximas sempre acima dos 30°C, e em que a zona do vale do Guadiana deverá atingir os 35°C em alguns destes dias", lê-se na nota publicada no Facebook.

Segundo a análise do IPMA, a temperatura máxima deverá variar entre os 23ºC e os 32ºC nas regiões do interior Norte e Centro, enquanto na região Sul deverá variar entre 27ºC e 35ºC. Já na zona Litoral Oeste teremos temperaturas máximas entre 21°C e 29°C e na zona Litoral Sul teremos temperaturas máximas entre 25°C e 32°C.

Será, no entanto, na zona do interior Norte e Centro e Sul que as temperaturas estarão mais frias, com as mínimas a situarem-se entre 9°C e 18°C. Já nas zonas litorais os valores deverão oscilar entre 11°C e 18°C.

"Não se espera precipitação ao longo da semana, existindo, contudo, uma probabilidade baixa de precipitação fraca na zona litoral norte no primeiro fim de semana de junho", escrevem ainda os especialistas.

Na mesma nota os especialistas escreveram ainda que neste período "iremos estar sob a influência de um anticiclone localizado entre o Continente e o arquipélago dos Açores, tal que o seu posicionamento irá influenciar a origem do fluxo, que se espera que predomine de nordeste ao longo da semana, embora no litoral oeste, por influência da brisa marítima, o fluxo será predominante do quadrante norte". 

Leia Também: Centenas de pessoas sofrem insolação no Paquistão devido a vaga de calor

Recomendados para si

;
Campo obrigatório