Meteorologia

  • 16 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 17º MÁX 26º

CGTP diz que Governo PS teve condições para ir "mais longe" nas políticas

O secretário-geral da CGTP, Tiago Oliveira, apresentou hoje as principais preocupações da Intersindical ao secretário-geral do PS, lembrando que enquanto governo o partido teve condições para ir "muito mais longe" nas políticas favoráveis aos trabalhadores.

CGTP diz que Governo PS teve condições para ir "mais longe" nas políticas
Notícias ao Minuto

14:44 - 22/05/24 por Lusa

Economia CGTP

À saída da reunião com o secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, em Lisboa, que serviu para apresentar as conclusões do XV Congresso da CGTP, Tiago Oliveira afirmou: "Não pudemos deixar de dizer que o governo do PS teve todas as condições para ir muito mais longe nas políticas que levou a cabo e que permitiriam ultrapassar muitas das dificuldades que hoje em dia sentimos".

O dirigente sindical falou ainda das principais preocupações que foram apresentadas, nomeadamente a precariedade, os horários de trabalho, o ataque crescente à contratação coletiva e o que se passa hoje em dia nos serviços públicos.

Trata-se de um conjunto de questões que foram discutidas no XV Congresso da CGTP e a central sindical está a levar a reuniões com os diversos partidos, salientou o líder da CGTP.

Tiago Oliveira falou também dos jovens que hoje são confrontados com "condições de vida cada vez mais degradantes", pelo que é "mais difícil ter uma vida estável" e com perspetiva de futuro.

No conjunto das preocupações apresentadas estão ainda a defesa da contratação coletiva e da negociação, bem como o estado dos serviços públicos e a sustentabilidade da Segurança Social e do Serviço Nacional de Saúde (SNS), além da escola pública.

Na segunda-feira, a CGTP anunciou a realização de uma semana de luta entre 20 e 27 de junho, em defesa de melhores salários, redução de horários e manutenção de direitos.

A CGTP defende a subida do salário mínimo nacional para os 1.000 euros este ano, a fixação das 35 horas como limite máximo semanal de trabalho, bem como aumentos salariais de 15% com um mínimo de 150 euros.

Leia Também: CGTP pede soluções a Montenegro. "Condições de vida mais degradantes"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório