Meteorologia

  • 12 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 23º

António Gandra d'Almeida escolhido para diretor-executivo do SNS

A designação acontece cerca de um mês após Fernando Araújo ter anunciado a sua demissão do cargo de diretor-executivo do SNS. António Gandra d'Almeida "tem uma vasta experiência em emergência médica e, nas Forças Armadas, acumulou funções de chefia e de coordenação", sublinhou o Governo.

António Gandra d'Almeida escolhido para diretor-executivo do SNS

O Tenente-Coronel Médico António Granda d'Almeida foi escolhido para ser o novo diretor-executivo do Serviço Nacional de Saúde, segundo anunciou, esta quarta-feira, o Ministério da Saúde. 

A designação aconteceu após o Governo ter recebido, na terça-feira, "o relatório de atividades da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE – SNS) que será, agora, objeto de análise pelo Ministério da Saúde". 

"No seu pedido de demissão, o Prof. Fernando Araújo solicitou para permanecer em exercício até este balanço ser entregue à tutela e, assim, terminadas as suas funções, o Ministério da Saúde procede, de imediato, à designação do novo diretor-executivo do SNS", explicou a tutela liderada por Ana Paula Martins, num comunicado enviado às redações.

A constituição da restante equipa da Direção Executiva do SNS (DE-SNS) será anunciada "em breve" e os nomes "serão submetidos à Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP)".

"O Governo agradece ao Prof. Fernando Araújo e à sua equipa o trabalho desenvolvido no SNS e apresenta os votos dos maiores sucessos profissionais e pessoais", lê-se ainda.

A designação acontece cerca de um mês após Fernando Araújo ter anunciado a sua demissão do cargo de diretor-executivo do SNS, alegando que não queria ser obstáculo ao Governo nas políticas e nas medidas que considere necessárias.

A demissão da DE-SNS motivou um requerimento da bancada parlamentar do PS para que Fernando Araújo fosse ouvido na Comissão de Saúde, o que vai acontecer esta quarta-feira de manhã.

A direção executiva, sublinhe-se, iniciou a sua atividade a 1 de janeiro de 2023, na sequência do novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde (SNS) proposto ainda pela então ministra Marta Temido, com o objetivo de coordenar a resposta assistencial de todas as unidades do SNS e de modernizar a sua gestão.

Quem é António Granda d'Almeida, o novo diretor-executivo do SNS?

O diretor-executivo do SNS "tem uma vasta experiência em emergência médica e, nas Forças Armadas, acumulou funções de chefia e de coordenação", além ter sido diretor da delegação regional Norte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), entre 2021 e o passado dia 31 de janeiro.

Atualmente é "comandante do Agrupamento Sanitário e desempenha atividade assistencial hospitalar e pré-hospitalar".

António Gandra d'Almeida licenciou-se em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e, "da sua especialização académica e profissional destaca-se a formação complementar na Academia Militar, uma Pós-Graduação em Saúde Militar, o mestrado European Master in Disaster Medicine e a especialidade em Cirurgia Geral, bem como a Competência em Gestão de Serviços de Saúde, Emergência e Medicina Militar pela Ordem dos Médicos".

Segundo o ministério, António Gandra d’Almeira esteve colocado em "em diferentes unidades e órgãos do Exército e no Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) com funções de chefia e de coordenação".

Foi ainda responsável pelas Vias Verdes da Região Centro do INEM, desde 2014 até 2019, e esteve à frente da instalação e coordenação da VMER – Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Barreiro, entre 2016 e 2018, além de ter desempenhado "funções de chefia de equipa em serviço de Urgência" e participado "em vários eventos multi-vítimas e de catástrofe, com funções de coordenação ou como operacional, a que se somam missões internacionais de apoio humanitário".

[Notícia atualizada às 08h18]

Leia Também: Diretor executivo do SNS reuniu-se hoje com o Ministério da Saúde

Recomendados para si

;
Campo obrigatório