Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Zelensky falou com Montenegro e justificou cancelamento de viagem

Zelensky agradeceu ainda a Montenegro a presença de Portugal na Cimeira de Paz que ocorre em breve.

Zelensky falou com Montenegro e justificou cancelamento de viagem
Notícias ao Minuto

21:53 - 15/05/24 por Notícias ao Minuto

País Ucrânia/Rússia

Volodymyr Zelensky, o presidente da Ucrânia, falou esta quarta-feira com o primeiro-ministro português, Luís Montenegro, a quem informou sobre a situação na linha da frente e sobre as "tentativas da Rússia expandir a guerra"

Estas razões, escreve Zelensky na rede social X, terão motivado o cancelamento das visitas a Portugal e Espanha.

Na mesma publicação, o chefe de Estado ucraniano refere que "toda a atenção está focada na operação defensiva e no contacto com os militares", o que levou ao "adiamento de todas as visitas ao estrangeiro".

Na mesma chamada, o presidente da Ucrânia e o primeiro-ministro português discutiram "em detalhe a próxima Cimeira da Paz, que tem o potencial de ser o primeiro passo para restaurar uma paz justa".

"Estou grato ao primeiro-ministro Montenegro por confirmar a presença de Portugal e por me garantir que o seu país utilizará os seus contactos para garantir o máximo apoio internacional à Cimeira da Paz", escreveu por fim Volodymyr Zelensky. 

Note-se que o presidente ucraniano cancelou, esta terça-feira, a visita a Espanha e a Portugal, após se ter tornado oficial a data em que chegaria ao país vizinho e depois de o ministro da Defesa português, Nuno Melo, ter confirmado a presença do líder ucraniano em território nacional.

Na origem desta decisão está a grave situação interna que vive a Ucrânia, mais especificamente com uma nova ofensiva russa que ameaça Kharkiv, a segunda maior cidade do país, localizada a cerca de trinta quilómetros a sul da fronteira com a Rússia.

Recorde-se que as tropas russas cruzaram a fronteira na região de Kharkiv nos últimos dias, abrindo uma nova frente de combate e assumindo o controlo de várias localidades, à semelhança do que tinham feito nos primeiros meses da invasão da Ucrânia em fevereiro de 2022.

Na segunda-feira, o comando das Forças Armadas da Ucrânia reconheceu que o Exército Russo tinha alcançado "sucessos táticos" na frente de Kharkiv, enquanto o chefe de operações militares na região foi substituído.

No mesmo dia, um ataque aéreo russo à cidade de Kharkiv provocou pelo menos 20 feridos, segundo a Procuradoria local, que deu conta em comunicado de que as vítimas também se encontram em estado de "'stress' agudo".

O Exército ucraniano anunciou terça-feira à noite que retirou forças de "certas zonas" da frente da região de Kharkiv e que a Rússia estava a ser bem sucedida nesta ofensiva.

Leia Também: Cancelamento de visitas de Zelensky mostra "gravidade da situação"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório