Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Português apanhado a furtar torres de alta tensão na Galiza

O suspeito tinha entrado em local restrito ao público.

Português apanhado a furtar torres de alta tensão na Galiza
Notícias ao Minuto

10:08 - 16/04/24 por Notícias ao Minuto

País Ferrol

Um português de 47 anos, de nacionalidade portuguesa, foi detido, no sábado, depois de ter sido surpreendido a furtar uma torre de alta tensão que tinha sido anteriormente demolida, no Caminho Laxeiro, na zona entre Santa Mariña e San Xoán, em Ferrol, Corunha, Espanha.

Ao que noticia o La Voz de la Galícia, o alerta para a polícia foi dado por um trabalhador local, quando avistou o suspeito a cortar pedaços da torre com uma serra radial ligada a uma bateria portátil.

À chegada ao local, os agentes detiveram o homem em flagrante e constataram que a área estava delimitada por uma fita da empresa que tinha feito a demolição. O suspeito tinha entrado em local restrito ao público.

Mais tarde, as autoridades encontraram outro suspeito a dirigir-se para o local com uma carrinha azul, que já se encontrava com os bancos rebatidos para a frente, para ser usada como meio de transporte da carga. O motorista do veículo, de 53 anos, foi identificado.

O homem detido disse que tinha sido requisitado para o serviço por um morador do bairro onde cometia o furto e o motorista negou ter qualquer relação com os acontecimentos, embora não tenha conseguido justificar a sua presença naquele momento e o acesso a uma estrada sem saída.

O material no terreno foi apreendido pela polícia local e transferido para suas instalações devido à possibilidade de ser furtado posteriormente.

A torre é uma das nove que faziam parte da linha de alta tensão entre Santa Mariña e A Solaina, e que nos últimos dias começou a ser desmontada, para o começo da execução de uma linha subterrânea que está em funcionamento desde dezembro.

A operação de desmantelamento deverá ser concluída nas próximas semanas.

Segundo os dados comunicados pela empresa à polícia, a desmontagem incluiu o corte das torres em fragmentos de 4,5 metros para posterior transporte em veículo adaptado. 

Leia Também: Médicos e polícia pedem passo atrás na legalização de canábis na Alemanha

Recomendados para si

;
Campo obrigatório