Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 22º

PSP e GNR? "As prioridades são todas. Temos de ter polícia eficaz"

A responsável pela pasta da Administração Interna, Margarida Blasco, disse que é preciso existir uma "polícia moderna e eficaz".

PSP e GNR? "As prioridades são todas. Temos de ter polícia eficaz"
Notícias ao Minuto

17:48 - 12/04/24 por Teresa Banha

País Margarida Blasco

A ministra da Administração Interna, Margarida Blasco, falou, esta sexta-feira, aos jornalistas, após a reunião com os polícias. "Tomámos a boa nota e o compromisso de iniciar as negociações no próximo dia 22", explicou, referindo que só aqui é que houve agenda para as entidades se reunirem.

"A prioridade deste Governo tem a ver com aquilo que é o compromisso do Governo. Ou seja, as prioridades são todas. Temos de ter uma polícia moderna, eficaz, e com os meios que dignificam", referiu.

A responsável garantiu ainda que o Executivo quer "fazer cumprir aquilo que está no programa do Governo" e que a situação para a melhoria das condições nas polícias está a ser estudada. Confrontada sobre se uma proposta seria apresentada já no dia 22, Margarida Blasco disse que foram "pedidos contributos".

Já questionada sobre o suplemento de missão, dado à Polícia Judiciária, e agora pedido pela Guarda Nacional Republicana (GNR) e Polícia de Segurança Pública (PSP), a ministra foi ainda confrontada com o facto de este suplemento ir ou não ser atribuído a estas duas últimas forças. "Valorizar as carreiras e a progressão inclui isso e tudo mais. Por isso é que tem de ser tudo negociado - como formação, equipamentos, instalações, tudo aquilo que é necessário", apontou.

A ministra não quis ainda desvendar qual seria o primeiro ponto das negociações, mas os jornalistas perguntaram-lhe se haveria verba para toda esta inovação. "Por isso é que estamos em negociação", respondeu.

Por seu lado, o porta-voz do Sindicato Nacional dos Oficiais da Polícia e porta-voz da plataforma que congrega as estruturas da PSP e GNR, Bruno Pereira, salientou, também no final da reunião, que houve um "firmar de posição" por parte da tutela.

Sindicatos das forças de segurança e MAI voltam a reunir-se a 22 de abril

Sindicatos das forças de segurança e MAI voltam a reunir-se a 22 de abril

O porta-voz do Sindicato Nacional dos Oficiais da Polícia e porta-voz da plataforma que congrega as estruturas da Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR) salientou que "houve um firmar de posição" por parte da tutela.

Notícias ao Minuto com Lusa | 17:49 - 12/04/2024

[Notícia atualizada às 17h58]

Leia Também: Plataforma da PSP e GNR questiona convite a sindicatos sem negociação

Recomendados para si

;
Campo obrigatório