Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 24º

Filha de casal desaparecido na Madeira diz que pais estavam "apaixonados"

Johanna, que deu o alerta às autoridades para o desaparecimento, admite que o pai era "um pouco taciturno". Contudo, não acredita num desaparecimento voluntário.

Filha de casal desaparecido na Madeira diz que pais estavam "apaixonados"

As autoridades continuam a tentar desvendar o paradeiro de Véronique e Laurent Blond, um casal de padeiros franceses que desapareceu sem deixar rasto, na Madeira, a 16 de março, quatro dias depois de terem aterrado na ilha.

A dupla, natural de Beaumont-de-Lomage, que estava de férias no arquipélago português com uma das duas filhas, saiu da casa que tinha arrendado, no Porto Moniz, para fazer uma "pequena caminhada", como contou a jovem Johanna ao La Dépêche.

Foi ela quem deu o alerta às autoridades para o desaparecimento dos pais, cerca de cinco horas depois destes terem saído do local. Às 19 horas, quando o sol se começava a pôr, tentou contactá-los, mas sem sucesso. Por volta das 20 horas, chamou a polícia.

Até hoje, Johanna, que entretanto voltou a França, não sabe o que poderá ter acontecido aos pais. "Procuramos em muitos lugares, inclusive lugares onde acho que nunca iriam, mas a partir de certa altura já achamos tudo", disse, admitindo estar arrasada.

Ao Point, Johanna fez mais algumas confidências, entre as quais que o pai era "um pouco taciturno" e que não deu grandes detalhes sobre a caminhada que iam fazer. Contudo, "estavam vestidos de uma forma muito simples, queriam dar um passeio, apenas para conhecer os arredores de São Vicente", "para aproveitar o ar puro e o sol", uma vez que tinham feito uma “caminhada muito cansativa" no dia anterior.

Segundo o Le Parisien, a última imagem de Véronique e Laurent foi captada por uma câmara de vigilância localizada perto da casa de férias, às 14h49 do dia 16 de março. Na filmagem, o casal aparece a caminhar em direção a leste, perto da costa.

Por sua vez, o sinal do único telemóvel que levaram para a caminhada foi rastreado pela última vez no norte da ilha da Madeira, num perímetro de 15 quilómetros de São Vicente. Já testemunhas garantem ter visto o casal por volta das 17h45 em direção ao Porto Moniz.

"Quem desaparece numa ilha tão pequena? Não faz sentido"

Johanna não está convencida que os pais desapareceram voluntariamente. "Quem é que desaparece numa ilha tão pequena? Não faz sentido", disse a este jornal, numa outra entrevista, acrescentando que os pais, que estavam casados há 35 anos, davam-se "muito bem" e continuavam "apaixonados" um pelo outro.

A investigação, contudo, não excluiu qualquer hipótese. Tanto as autoridades francesas como as portuguesas continuam a tentar resolver o mistério do desenvolvimento de Véronique Laurent.

Leia Também: Casal desaparecido na Madeira. "Esperamos voltar a ver os seus sorrisos"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório