Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Voo da TAP altera rota após passageira entrar em trabalho de parto

Avião da transportadora aérea portuguesa saiu de Lisboa e tinha como destino Fortaleza, no Brasil. Ao final de algumas horas aterrou em Las Palmas, nas Ilhas Canárias.

Voo da TAP altera rota após passageira entrar em trabalho de parto
Notícias ao Minuto

09:57 - 05/03/24 por Notícias ao Minuto

País TAP

Um avião da TAP que saiu de Lisboa às 17h30 do dia 25 de fevereiro, com destino a Fortaleza, no Brasil, foi obrigado a alternar a rota para Las Palmas, nas Ilhas Canárias, devido a uma passageira ter entrado em trabalho de parto durante o voo. 

O alerta foi dado pela grávida à tripulação ao final das duas primeiras horas de voo. Contactada pelo Notícias ao Minuto, a TAP referiu que a alteração da rota é sempre assegurada "em caso de emergência médica", no caso de não ser possível prestar o auxílio a bordo. 

Larissa Batista, de 31 anos, seguia a bordo, juntamente com o marido e as duas filhas, e estava sentada perto da grávida. “Quando [ainda] faltavam cinco horas de voo, ela começou a chamar a tripulação. Vi que eles lhe deram um oxigénio e que ela ficou deitada", contou Larissa ao jornal brasileiro O Povo. 

Meia hora depois, a tripulação perguntou se entre os passageiros estava algum médico. Pelo menos quatro médicas seguiam a bordo, mas nenhuma era obstetra ou ginecologista. Ainda assim, uma delas realizou o toque à grávida e constatou que a parturiente estava com três centímetros de dilatação. 

“Quando faltavam quatro horas para chegar a Fortaleza, eles avisaram que estavam com uma emergência médica e precisariam fazer um desvio para o aeroporto mais próximo, que ficava em Las Palmas, nas Ilhas Canárias”, recordou Larissa.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Rotas Pro (@rotas.pro)

A aeronave fez o desvio e uma hora e meia depois aterrou no aeroporto de Las Palmas. 

Depois de algum tempo, o avião retomou viagem para Fortaleza. No entanto, os passageiros viram a rota do voo ser novamente alternada, desta vez para a cidade de Natal, devido às condições meteorológicas. Os passageiros ficaram retidos na aeronave cerca de três horas, para que a Polícia Federal fizesse o controlo da imigração. 

"Foi muito ruim, havia muitas crianças no voo e já não havia comida no avião", referiu Larissa. No Aeroporto, a TAP deu a possibilidade de os passageiros irem de táxi para Fortaleza ou esperarem pelo dia seguinte para seguirem viagem de avião.

À chegada a Natal, a companhia portuguesa deu ainda um voucher de 80 reais por passageiro. "Reconheço que a TAP agiu muito bem", disse a passageira que preferiu esperar pelo dia seguinte. A mulher e a família ficaram hospedadas num hotel, com refeições incluídas. 

[Notícia atualizada às 10h10]

Leia Também: Piloto ajuda passageira a dar à luz em pleno voo. Veja a imagem

Recomendados para si

;
Campo obrigatório